Gestão de RH: prevendo o futuro com o RH Analytics

Avatar photo Rebeca Rohr | 12 de abril de 2019

Com o avanço das ferramentas de Business Intelligence as empresas vêm coletando dados de funcionários de forma cada vez mais abrangente através do RH Analytics para complementar suas…

Com o avanço das ferramentas de Business Intelligence as empresas vêm coletando dados de funcionários de forma cada vez mais abrangente através do RH Analytics para complementar suas estratégias de Gestão de RH. Mas estão fazendo isso de forma eficaz?

Infelizmente, não há uma bola de cristal que possa nos mostrar uma fórmula secreta que preveja o futuro da organização.

Ferramentas analíticas na gestão de RH

Vemos cada vez mais profissionais da área de Recursos Humanos se voltando para a análise de dados internos através de analytics, ou seja, a habilidade de utilizar dados, análises e raciocínio sistemático para conduzir a um processo de tomada de decisão mais eficiente.

Com novas formas de identificação de padrões e tendências proporcionadas pelas ferramentas que podem ser aplicadas ao RH, ao fazer uso das informações analíticas, os profissionais de diversas áreas passam a obter insights a respeito do futuro da organização.

Da mesma forma, cada vez mais profissionais de RH estão à frente na utilização de dados internos como forma de melhorar a aplicabilidade da estratégia no cotidiano da empresa.

People analytics no RH

Sistemas de People Analytics, proporcionam facilidades de visualização de processos como gestão de fluxos internos, desdobramento de metas e desempenho de indicadores, auxiliando assim no processo de tomada de decisão.
A gestão de RH não é mais uma área de papelada, mas agora já consegue implementar decisões data driven nos seus processos.
Dessa forma, cada departamento em uma organização pode usar Business Intelligence para prever resultados e se preparar melhor para o futuro do RH, mas como os profissionais de RH podem fazer isso?

Gestão de Talentos com base em dados analíticos

Com ferramentas de Gestão de Talentos, gestores de RH podem usar dados analíticos como forma de prever “gaps” ou áreas a serem desenvolvidas na empresa, isso impacta positivamente na produtividade assim como ajuda no desenvolvimento de equipes.
Além disso BI pode atender a uma variedade de fins, incluindo: mensuração da rotatividade, reconhecimento de áreas vulneráveis ao negócio e previsão de comportamentos e tendências.
Aprender a lidar e modelar grandes quantidades de dados possibilita uma série de vantagens competitivas uma vez que o tratamento de dados auxilia na gestão de estratégias e sua aplicação no dia-a-dia da empresa, fornecendo feedbacks que realimentam todo o processo.
Confira como implementar uma gestão de RH baseada em dados nas seguintes áreas:

 

  1. Recrutamento e Retenção;
  2. Aprendizagem e Desenvolvimento de pessoas;
  3. Serviços compartilhados;
  4. Liderança.

Recrutamento e Retenção

Organizações recebem milhares de currículos todos os meses, se passarem a utilizar esses dados para contratar as pessoas corretas a produtividade certamente aumentará.
Ao trabalhar com os dados dos funcionários, recrutadores podem planejar os resultados esperados munidos das informações corretas, o que leva à criação de um forte time interno.
A retenção de talentos continua a ser um desafio para muitas empresas, da mesma forma, para que a gestão de RH elabore políticas de retenção de talentos é necessário que primeiro eles entendam quais motivos que os levam a pedir demissão.
Trabalhar com dados internos para aprofundar e classificar as razões para a rotatividade de profissionais de alto nível pode levar ao entendimento de quais mudanças serão necessárias para organização em geral. Os dados podem demonstrar se as pessoas estão partindo por fatores como falta de engajamento, liderança, cultura ou remuneração.
Poder apontar as razões pelas quais os talentos deixam a organização é uma grande vantagem que possibilita uma avaliação aprofundada da estratégia do negócio.

Aprendizagem e Desenvolvimento

Os executivos podem usar dados para identificar áreas que precisam de um foco de mudança ou aprendizado mais forte. A análise dos dados internos permite a execução com maior assertividade da gestão por competências.
O auxílio a todas as funções organizacionais com oportunidades crescentes de aprendizado e desenvolvimento permite aos líderes de RH o suprimento de carência antes mesmos que elas ocorram e aumentar assim a produção.
A criação de um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) para cada pessoa, nesse cenário, torna-se essencial e estratégica.
Uma vez que profissionais responsáveis pela gestão de pessoas compreendem os métodos de aprendizado preferidos de cada departamento, empresas podem estender as taxas de retenção significativamente.
E-learning, salas de ensino e monitoramento são apenas algumas das várias maneiras que funcionários podem desenvolver suas habilidades. Uma vez entendido o método preferido de aprendizagem de cada departamento, organizações podem traçar políticas de retenção de funcionários mais eficazes.

Serviços Compartilhados

Observamos a melhoria dos processos internos através do compartilhamento de serviços que vem reunindo os dados necessários para suportar o desenvolvimento da estratégia geral direcionada à tomada de decisões das gerências de RH.
A aplicação de analytics na área de serviços compartilhados como uma forma de prever estratégias, agilizar processos e identificar caminhos para reduzir custos, tem recebido apoio de todas as funções do negócio. Este processo tem se tornado uma grande fonte de corte de custos.

Liderança

Os papéis e responsabilidades de executivos seniores continuam a mudar ano após ano, dessa forma, como a organização terá certeza de que seus líderes estão “no lugar certo”?
_A resposta é simples: Através de dados.
A correta utilização das informações possibilita alocar as pessoas mais adequadas para os papéis de liderança e identificar os funcionários que provavelmente irão (ou não) permanecer na organização.
O uso de Analytics pode identificar funcionários com as habilidades corretas e aqueles que estão seguindo o caminho estabelecido no plano de carreira. Posicionar os melhores líderes em áreas estratégicas da organização irá garantir uma taxa de crescimento sustentável mesmo em períodos de crise econômica.

 

As possibilidades de uso de analytics pela organização são ilimitadas.

Os profissionais de RH estão tendo que mudar a forma como trabalhavam para garantir um futuro melhor para a área e também para toda a empresa.
Ao mesmo tempo as empresas estão começando a usar BI não só como acessória mas também como guia no processo de tomada de decisões.
Dessa forma, compreender as características de processos de RH como:

  • recrutamento,
  • engajamento,
  • identificação de desafios.

São o que impulsionam o avanço do negócio pode posicionar a empresa acima de seus competidores diretos.

Quais os desafios que os profissionais de RH estão enfrentando ao lidar diretamente com dados?

Escolhas de Tecnologias

Quando estamos falando de ferramenta dados e soluções de BI, as escolhas de tecnologia parecem nunca acabar. Entender o funcionamento de sistemas pode se tornar exaustivo.
Alguns profissionais de RH acabam direcionando para departamentos de Tecnologia da Informação a responsabilidade por essas escolhas cruciais. No entanto, nenhum dos outros departamentos é capaz de entender tanto as necessidades da área de gestão de pessoas.

Silos Organizacionais

Muitas funções estratégicas permanecem nas mãos de departamentos específicos e isto pode o acesso aos dados pelos profissionais de RH.
Enquanto organizações estão trabalhando para quebrar esses silos organizacionais os executivos de Recursos Humanos tem dificuldade em tentar entender como fixar alguns destes desafios. Para muitos, o termo “Big Data” já faz suar e tomar decisões deste tipo pode tornar-se um desafio.

Orçamento

Dados são complexos. Recrutar um time para analisar dados analíticos pode ser desafiador e dispendioso. Algumas organizações têm terceirizado suas estratégias de dados e algumas outras estão ocupadas construindo times internos.
Muitas empresas mencionadas na Fortune 1000 tem contratado responsáveis por serviços de dados para liderar suas operações de governança de dados. Entretanto, com este novo papel um outro orçamento é gerado, enquanto profissionais de RH estão focados na redução de custos isto acrescenta um grande problema.

Como a Mereo te ajuda com uma gestão de RH estruturada

Adquirir novos conhecimentos a respeito dos desafios em torno dos polêmicos temas de: retenção de talentos, carência de competências e até mesmo desafios de recrutamento pode dar à área de RH estratégico maior visibilidade ao transformar resultados intangíveis em números e dados que comprovam o sucesso de suas políticas e práticas.
Contudo, para te ajudar a impulsionar seus processos de gestão, recomendamos a leitura do nosso ebook gratuito sobre Como avaliar as competências do seu time?. Com ele será possível fazer a gestão das competências de toda a sua equipe!

Artigos relacionados

Faça parte da nossa comunidade e receba conteúdos valiosos no seu e-mail.

     

    Solicite agora uma demonstração.

    Preencha os campos ao lado para agendar uma demonstração da nossa plataforma.