25 de julho de 2016

Vantagens da consultoria em tempos de crise econômica

Desde os anos 1930 que o PIB brasileiro não recuava por dois anos consecutivos. Em meio à crise política e econômica que o país enfrenta fatores como o aumento dos impostos e da inflação de algum modo afetam todos os setores da economia e consequentemente a saúde de pequenas e grandes empresas.

Em períodos em que a economia do país vai mal é comum que muitas empresas deixem de existir, por outro lado o que poucos notam é que a crise também pode representar o surgimento de oportunidades de negócio. E para isso acontecer é necessário que as organizações e gestores busquem soluções criativas de gestão, como o lançamento de versões econômicas de uma linha de produtos existente ou a participação em um novo mercado.

Da mesma forma, observamos o surgimento de novos padrões de consumo como a chamada ‘economia compartilhada’. Esse modelo que incentiva transações sem a presença de intermediários oferece não só uma renda extra aos prestadores de serviços como garante preços mais acessíveis aos seus usuários, exemplos disso são o Uber e Airbnb.

[Palestra] Eficiência em períodos de transformação, Ricardo Amorim

Mas, como ter melhores resultados neste cenário de incertezas?

É certo que os executivos tem a visão clara dos desafios que a empresa enfrenta, assim como de suas metas. Entretanto, são em momentos como este que a ‘balança’ composta pelos gastos da organização de um lado e pelo faturamento de outro, entra em desequilíbrio. Tornando o investimento em consultoria em gestão essencial.

Por meio de um diagnóstico preciso e da identificação das reais necessidades da organização, a equipe de consultores realiza inicialmente um diagnóstico da situação da empresa, a partir disso, são elaborados os planos de ação com medidas que visem ao mesmo tempo que sanar os efeitos da crise, estruturar um modelo de negócios autossustentável.

As vantagens de um olhar de fora

Não existe uma ‘receita de bolo’ quando o assunto é consultoria em gestão, uma vez que cada empresa está inserida em um contexto específico definido por: localização, mercado, faturamento, dentre outros. Dessa forma, será desenvolvido um projeto específico à realidade de cada organização, que será executado por uma equipe de consultores experientes e capacitados em parceria com seus funcionários.

Para casos em que a crise não tenha surtido efeitos profundos, um projeto consultoria tradicional tem foco em gerar resultados de curto prazo através de projetos focados em redução de custos e geração de caixa. Em outros casos há necessidade por soluções de maior impacto, o que envolve a atuação da consultoria acrescida de ações estratégicas como a separação entre os ativos saudáveis e aqueles irrecuperáveis da empresa.

Com uma visão do cenário organizacional a consultoria auxiliará os gestores na identificação de áreas onde haja desperdício de diferentes tipos de recursos e ineficiência de processos. Uma de suas vantagens é a neutralidade, os especialistas contratados além de terem experiência em projetos semelhantes não disputam cargos na empresa. Isso faz com que a tomada de decisões se torne muito mais clara e objetiva.

Dentre os projetos mais solicitados estão:

  • Redução de custos
  • Maximização da geração de caixa
  • Planejamento fiscal e tributário
  • Redesenho de processos
  • Revisão do planejamento estratégico

Consultoria é investimento

Apenas alguns tipos de projeto expressam o retorno do investimento em consultoria através de valores reais. Para projetos de natureza qualitativa, como aqueles relacionados à gestão estratégica de pessoas os resultados são observados de formas distintas, como o aumento da satisfação dos colaboradores e o do comprometimento com as metas gerais.

A Consultoria em gestão financeira da Mereo, por exemplo trabalha com um retorno de 5 a 10 vezes o investimento inicial, ou seja, para cada um real investindo o cliente terá um retorno de R$ 5,00. Além de ganhos diretos no resultado há ganhos com a transferência de conhecimento através de metodologias e práticas com eficiência comprovada.

Processos redefinidos, melhorias na produtividade

Sobreviver à crise exige traçar rotas e percorrer caminhos pelos quais saídas devam ser encontradas.  Mesmo que o período aparentemente não seja o mais propício para desembolsar mais recursos a função do consultor é de ajudar a gerar respostas que ajudem as empresas a passar por este período de turbulência.

A contratação de uma consultoria em tempos de crise significa muito mais do que “ajudar a empresa a sobreviver” ela impacta sobretudo ao introduzir uma nova mentalidade de gestão baseada na eficiência, gerando organizações com processos otimizados e mais responsivas ao ambiente externo.

Gostou desse artigo? Compartilhe.