Remuneração Funcional: Saiba como funciona o Plano de Cargos e Salários

por Karine Moreira em 04/Jun/2020 ⇠ Veja outros Posts

A remuneração nas empresas acontece quando o colaborador se destaca por seu desempenho, dedicação, conhecimento e por suas habilidades, quando esses esforços em relação ao trabalho são reconhecidos as recompensas quantitativas são fornecidas de acordo com o programa escolhido. 

Existem diversos tipos de remuneração, a principal delas é a Remuneração Variável, mas trataremos nesse artigo sobre a Remuneração Funcional, ou mais conhecida como Remuneração Tradicional, uma das mais antigas e ainda muito utilizada no ambiente corporativo.

É fundamental que as organizações tenham um plano de cargos e salários, para que os funcionários sejam recompensados da melhor forma possível, por isso continue lendo esse post para compreender como esse sistema funciona.

O que é Remuneração Funcional?

A Remuneração Funcional ou Tradicional (também chamada de Remuneração por Cargos e Salários) é realizada a partir dos cargos que todos os colaboradores assumem na empresa, tendo base nas descrições das suas tarefas e responsabilidades.

Esse sistema é considerado um dos mais burocráticos, sendo aplicado nas empresas que teve crescimento acelerado em um curto período de tempo ou possuem padrões conservadores. É classificado como um programa fixo e prático, que realiza os pagamentos dos funcionários conforme sua função, estabelece a cultura da disciplina e hierárquica, promovendo o equilíbrio e o sentimento de justiça para os colaboradores que possuem os mesmos cargos.

Um dos maiores diferenciais da Remuneração Tradicional é por ela não ter a estratégia de motivação e incentivos para os funcionários aumentarem sua performance e habilidades profissionais, o que pode gerar limitações em seus esforços e no alcance dos resultados. Afinal, o sistema não possui Participação de Lucros, Comissões ou outros tipos de Bônus e Gratificações.

As principais características da Remuneração Funcional

Para compreender melhor o sistema de Remuneração Tradicional é necessário saber as suas principais características. Confira agora quais são elas:

  • O foco é no cargo e não na pessoa;
  • Busca pelo equilíbrio interno e externo através das estratégias de remuneração;
  • O modelo de remuneração por cargos e salários é burocrático;
  • Possui visão rígida das funções e das atividades;
  • A linha de autoridade e responsabilidade são bem definidas.

Além disso, a Remuneração Funcional também pode ser caracterizada por inibir a criatividade, mas sua vantagem é realizar a remuneração de acordo com as políticas de cargos e salários, com base em pesquisas sobre valores de mercado.

Como funciona a aplicação da Remuneração Funcional?

Para entender como funciona a composição da remuneração tradicional, é importante saber sobre suas etapas, como: realizar o diagnóstico da organização, fazer um planejamento e o levantamento de atividades. Mas as etapas para a aplicação são:

Descrição de cargo:

Nessa etapa é definido as atividades e tarefas que o colaborador irá executar, ou seja, ocorre o alinhamento das principais responsabilidades e objetivos. Todas as demandas e deveres devem ser esclarecidos e entendidos nessa etapa, para que não haja falhas na comunicação.

Avaliação de cargo:

Aqui o colaborador entenderá os salários pré-estabelecidos na hierarquia da empresa, compreendendo o valor de cada cargo, suas competências fundamentais para executar as atividades e é considerado também os resultados esperados dos profissionais.

Faixa salarial:

Os salários oferecidos pela Remuneração Funcional são padronizados de acordo com a situação do mercado, dependendo do segmento que a pessoa está inserida. É definido então um padrão seguro na faixa desses valores para remunerar os colaboradores.

Política Salarial:

Por ser um sistema conservador, possui uma política organizacional que define e padroniza a remuneração e os benefícios que os funcionários irão receber, estabelecendo de forma igualitária os salários de acordo com os cargos.

Pesquisa salarial:

Para se manter atualizado sobre a faixa salarial dos cargos, é necessário realizar pesquisas e identificar os níveis e valores que as outras empresas do mesmo segmentam estão fornecendo aos seus funcionários.

Essas etapas são fixas e raramente sofrem grandes mudanças, além das alterações comuns na remuneração para se adequar ao mercado. Estabelece pagamentos mensais e sem muita relação com o desempenho dos colaboradores.

A diferença entre Remuneração Tradicional e Remuneração por Competências

A Remuneração Funcional, como dito anteriormente, é uma forma mais quadrada das remunerações, da qual os funcionários se sentem pouco valorizados e engajados com suas metas, e por não receber muito apoio dos gestores acabam se sentindo frustrados, elevando o nível de rotatividade, por isso tem diminuído cada vez mais o número de empresas que utilizam desse sistema.

Com a Remuneração Tradicional as únicas formas dos funcionários qualificarem suas competências é fazendo isso sozinho, sem ter um planejamento de sucessão para subir de cargo dentro da organização. O pagamento é previamente estabelecido, a avaliação não afeta diretamente na remuneração dos empregados e o foco é para o cumprimento das tarefas.

Já na Remuneração por Competências, os colaboradores tem um incentivo e motivação maior, sendo reconhecidos por seu desempenho e recompensados por sua dedicação. É utilizado da Gestão Estratégica de Pessoas para que os colaboradores se sintam parte da empresa e recebam treinamentos de qualificação, aprimorando suas habilidades com o intuito de obter melhores resultados para a empresa e satisfação profissional.

remuneracao_tradicional_remuneracao_por_competencia

O pagamento pode ser variável, de acordo com a certificação de competências e desempenho dos funcionários, a avaliação afeta diretamente a remuneração, além do salário variar periodicamente por participar de programas de bonificação e gratificações, que enfatizam os resultados.

Vantagens e Desvantagens da Remuneração Funcional

Após compreender melhor sobre os conceitos da Remuneração Funcional, entenda quais são os benefícios e limitações de implementar esse sistema nas organizações. Veja só!

Vantagens:

  • Colabora de forma positiva com o planejamento financeiro de uma empresa;
  • Estabelece igualdade nos direitos e deveres entre as equipes;
  • As expectativas ficam claras para os funcionários em relação ao cargo;
  • Maior agilidade para realizar os processos da folha de pagamento.

Desvantagens:

  • Não estimula a motivação e o engajamento entre os colaboradores;
  • Não incentiva o crescimento profissional das habilidades e competências;
  • Não estabelece o planejamento de sucessão para os talentos subirem de cargo;
  • Metodologia que preza pela conservação da rotina e somente na entrega das tarefas;
  • Não existe reconhecimento e recompensa pelo desempenho e entrega dos resultados;

 

Contudo, em todo programa de gestão de pessoas existem prós e contras e é decisão dos líderes compreender sobre todas elas e decidir qual realmente é eficaz e segura para a empresa. É importante estar ciente sobre o que acontece de novo e ter uma visão atualizada sobre o mundo dos negócios para que o sistema de gestão funcione da melhor maneira.

Uma boa forma de conduzir a gestão é entender sobre inovação e as novas práticas do universo corporativo, por isso recomendamos a leitura do nosso Ebook sobre Transformação Digital, para garantir que sua empresa está atualizada a respeito das novas tendências de mercado!

ebook_transformacao_digital 

Karine Moreira

Formada em Publicidade e Propaganda, atua no mercado com foco em Marketing Digital. Adora tecnologia e aprender novas técnicas de produção de conteúdo para a internet. É redatora no time de marketing da Mereo e, escreve sobre cinema nas horas vagas!

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar