PDI: Guia completo para elaborar um Plano de Desenvolvimento

Avatar photo Rebeca Rohr | 22 de setembro de 2022

PDI, ou também conhecido como Plano de Desenvolvimento Individual, é um programa interno que oferece um direcionamento maior para a carreira dos colaboradores, garantindo o seu crescimento profissional.

Capa PDI plano de desenvolvimento individual

O Plano de Desenvolvimento Individual (PDI) é um elemento indispensável na gestão de pessoas não só para melhorar a performance dos colaboradores, como também para reter talentos.

Uma vez que além de promover o desenvolvimento das competências das pessoas, também oferece a elas um direcionamento para o crescimento profissional.

Por isso, se você quer elevar o potencial dos seus times de maneira estratégica para alcançar os melhores resultados, continue lendo este conteúdo e saiba tudo sobre PDI e como colocá-lo em prática na sua empresa!

Neste conteúdo você encontra:

  • O que é Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)?
  • Quais são os benefícios do PDI?
  • Como fazer um PDI?
  • Exemplo de um Plano de Desenvolvimento Individual
  • Erros na elaboração de um PDI
  • Qual é a diferença entre plano de carreira e PDI?
  • Dica infalível para elaborar um PDI

O que é Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)?

O PDI é uma ferramenta para o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais das pessoas. Ou seja, é um plano de curto ou longo prazo que sistematiza algumas ações para se atingir um objetivo de desenvolvimento de habilidades, conhecimentos ou atitudes.

Em outras palavras, o plano de desenvolvimento individual é uma estratégia para acompanhar o progresso da performance dos profissionais e alinhar os seus interesses e as necessidades do negócio. Logo, ao mesmo tempo que o PDI ajuda a elevar os resultados da organização, também possibilita o crescimento profissional e pessoal de cada um.

Quais são os benefícios do PDI?

Com a utilização do PDI, as empresas têm clareza sobre quais treinamentos e capacitações investir para efetivamente melhorar o desempenho das pessoas e obter os melhores resultados, criando times de alta performance.

Além de também ser uma forma de demonstrar preocupação com o capital humano, o que impulsiona o engajamento dos colaboradores, que se sentem valorizados, e aumenta a retenção de talentos.

Já para os profissionais, as vantagens começam pela maior clareza sobre sua carreira e a oportunidade de fortalecer o seu potencial e desenvolver seus pontos de melhoria. É o plano ideal para quem busca crescimento profissional e quer entender quais competências adquirir para, por exemplo, assumir um novo cargo ou uma posição de liderança.

Não apenas isso, o PDI também é uma forma de respeitar a individualidade de cada pessoa e incentivar a pluralidade nos times, já que os objetivos são estabelecidos de forma personalizada a partir das necessidades específicas de cada um.

Confira a seguir um compilado dos maiores benefícios de utilizar o plano de desenvolvimento individual:

  • Eleva a produtividade;
  • Melhora a performance das pessoas;
  • Favorece o alcance das metas;
  • Eleva os resultados do negócio;
  • Alinha as expectativas dos profissionais e do negócio;
  • Impulsiona a motivação e o engajamento;
  • Aumenta a retenção de talentos.

Em suma, o plano de desenvolvimento individual oferece benefícios tanto para o negócio quanto para os colaboradores.

Como fazer um PDI?

O PDI funciona como um plano de evolução que indica o caminho para o profissional subir degraus na sua carreira. Com efeito, está relacionado às competências que alguém quer e precisa desenvolver e a melhor forma de fazer isso.

Para isso, é necessário um alinhamento entre líder e liderado para atender tanto os interesses da pessoa quanto os objetivos do negócio. É uma força conjunta para atingir os objetivos e viabilizar uma evolução na carreira para o colaborador e melhores resultados para a organização.

Então confira agora como colocar toda essa teoria do plano de desenvolvimento individual em prática:

Faça o mapeamento de competências

O mapeamento estabelece quais competências técnicas e comportamentais são necessárias para cada cargo. Desse modo, é possível ter um padrão de habilidades, conhecimento e atitudes que fazem um profissional exercer a sua função com máxima eficácia.

A partir desse modelo, o líder tem uma referência das competências que cada pessoa deve ter de acordo com o seu cargo para então estruturar um plano de desenvolvimento individual que vá de encontro à cultura e estrutura do negócio.

Aplique a avaliação de desempenho

Antes de elaborar o PDI, é necessário aplicar a avaliação de desempenho, uma análise fundamental para conhecer os pontos fortes e de melhoria de cada pessoa.

Com ela, deixam de existir deduções e achismos e o líder passa a ter respostas concretas sobre cada colaborador.

A partir desses resultados, é possível construir um plano de desenvolvimento personalizado que atendas às reais necessidades de desenvolvimento de cada um.

Feedback

O feedback geralmente acontece logo após a avaliação de desempenho. Essa é uma etapa anterior ao PDI que mostra ao colaborador o motivo de sua nota e quais são seus pontos fortes e de melhoria.

Assim, ele entende com mais clareza no que precisa se desenvolver para melhorar a sua performance e quais novas habilidades pode adquirir para receber uma promoção, por exemplo. Inclusive, em vez de impor o plano de desenvolvimento ao profissional, construa junto com ele. Você verá que a aceitação e participação será muito maior!

Crie metas e alinhe aos objetivos

É essencial entender o papel de cada pessoa em relação aos objetivos do negócio para definir quais competências precisam ser desenvolvidas e em que ordem de prioridade.

Isso porque o PDI só faz sentido se estiver alinhado à estratégia da empresa como um todo.

Em seguida, a partir do alinhamento com os objetivos organizacionais, também crie metas específicas para cada ação do PDI para garantir que o processo esteja acontecendo e gerando resultados efetivos.

Defina os custos

Pensar nos gastos começa pela parte operacional do PDI. Considere o investimento para utilizar um software para realizar todo o ciclo de avaliação, gestão dos talentos e plano de desenvolvimento individual em um só lugar e de forma ágil. Também verifique quanto poderá ser investido nos treinamentos e capacitações.

Após essa averiguação, analise o orçamento e calcule o retorno desse investimento (ROI). Assim, além de comprovar em valores os retornos positivos de investir no desenvolvimento do capital humano, você também observará a grande vantagem de contar com um sistema para automatizar todo o processo e reduzir o desperdício de tempo e esforços com operações manuais.

Escolha a metodologia

Uma das metodologias que podem ser utilizadas no PDI é o 5W2H, que apresenta os chamados 7 fatores de explanação para direcionar um plano de forma estratégica.

Primeiramente, defina os 5W: o que, por que, onde, quando e quem. Depois, os 2H: como e quanto. Nesse sentido, você terá mais clareza para estabelecer um plano objetivo que cumpra a sua proposta.

Mas como já vimos, melhor do que utilizar uma metodologia é contar com o apoio de um software que automatiza todo processo do plano de desenvolvimento individual e oferece mais agilidade ao RH.

A Mereo oferece um módulo completo de gestão de competências com avaliação de desempenho, matriz 9 box, calibragem, feedback e PDI. Clique aqui para saber mais!

Cronograma

Criar o cronograma do plano de desenvolvimento individual é crucial para que você acompanhe o andamento de todas as ações no prazo estipulado.

Quando o PDI é feito dentro de uma plataforma, fica mais fácil fazer esse acompanhamento. De qualquer forma, é importante cumprir o tempo estabelecido para garantir o funcionamento do plano.

Estabeleça a priorização das competências

De acordo com o mapeamento de competências e o entendimento dos pontos mais críticos que precisam ser desenvolvidos, estabeleça a ordem de priorização das competências. Ou seja, além das metas do PDI, defina prazos para cumprir cada uma.

Ter uma ordem de prioridade facilita o acompanhamento da evolução do plano de desenvolvimento e faz com que o colaborador entenda que é preciso dar um passo de cada vez.

Para ajudar nessa priorização você pode considerar estes 3 aspectos:

  • Impacto: ou peso da habilidade para se alcançar o objetivo;
  • Desejo: o quanto você quer desenvolver essa competência;
  • Urgência: o quanto você precisa de certa habilidade para alcançar o objetivo.

Acompanhe os resultados

O plano de desenvolvimento individual é uma ferramenta que, quando utilizada da maneira certa, pode transformar a carreira de um profissional e proporcionar resultados fantásticos para a organização.

Portanto, não adianta só criar um PDI com o seu liderado e nunca mais olhar para ele. É preciso fazer o acompanhamento desse plano de maneira contínua, verificando o andamento das metas e o cumprimento de prazos.

Utilize momentos de feedbacks e de 1:1 (One-on-one) para entender como está sendo o processo para o colaborador, dar um retorno sobre seu desenvolvimento e oferecer ajuda caso seja necessário.

Exemplo de um Plano de Desenvolvimento Individual

Objetivo: Tornar-se o líder da equipe.

Tarefas:

  • Gerenciar indicadores;
  • Propor ideias e soluções;
  • Garantir entregas e resultados;
  • Apoiar subordinados e superiores;
  • Motivar a equipe.

Habilidade a ser desenvolvida: Motivação

Ações: ler obras referenciais sobre motivação e aplicar o que foi aprendido junto com sua equipe.

Foco a ser desenvolvido: Acompanhamento de Indicadores.

Ações: Realizar treinamentos e cursos sobre indicadores, os KPI’s. Fazer cursos e treinar com as ferramentas disponíveis na organização.

Erros na elaboração de um PDI

Existem erros comuns cometidos por muitas empresas que podem afetar toda a eficácia do plano de desenvolvimento individual. Então já anote aí para se prevenir:

  • Construir o PDI sem o colaborador;
  • Levar em consideração apenas os interesses do negócio;
  • Não estabelecer uma ordem de priorizações nas ações;
  • Cobrar competências incoerentes com o perfil da pessoa;
  • Estabelecer planos que não levem em conta a posição que o profissional pretende alcançar na empresa;
  • Estabelecer metas e prazos intangíveis;
  • Não acompanhar a evolução do plano de desenvolvimento individual;
  • Não fornecer feedbacks contínuos durante o processo.

Todos esses erros podem causar desinteresse ou até frustração no colaborador ao perceber que o plano de desenvolvimento individual não passa de um ideal da organização, mas que na prática não funciona.

Dica infalível para o sucesso de um PDI

Nunca é demais reforçar: não adianta construir um plano de desenvolvimento individual excelente e não criar um rito de acompanhamento!

A dica infalível para que o PDI efetivamente funcione é fazer dele o instrumento base para impulsionar o desenvolvimento e performance de cada pessoa do time.

Sem dúvidas, é importante registrar todos os acontecimentos relevantes, listar os pontos positivos e negativos e esclarecer todos eles nos momentos de feedback. Sempre retome nas conversas com os colaboradores o que foi estabelecido para incentivá-los a seguir o plano e enxergá-lo como uma real oportunidade de crescimento dentro da empresa.

Qual é a diferença entre plano de carreira e PDI?

O plano de carreira é um instrumento que define as possíveis trajetórias de crescimento na organização. Esse planejamento também indica as políticas de desenvolvimento e costuma ser responsabilidades da empresa.

Já o plano de desenvolvimento individual é construído com o auxílio da organização e depende muito mais do profissional. É um plano de ação para nortear o desenvolvimento da carreira de cada pessoa, e o foco é garantir a motivação e o comprometimento.

Software de PDI

No módulo de competências da Mereo você identifica competências que precisam ser melhoradas e cria PDI’s para os colaboradores. Com o Workflow de PDI, você ainda visualiza em um único lugar todo fluxo de ações do seu time.

Automatize agora a mesmo a gestão de competências na sua empresa, clique aqui e fale com os nossos especialistas!

plataforma mereo

Conclusão

Em suma, o plano de desenvolvimento individual é uma estratégia indispensável para organizações que valorizam o capital humano e querem atingir a alta performance.

Com o acompanhamento contínuo e comprometimento de líderes e colaboradores, o PDI promove o alinhamento entre os interesses do negócio e dos profissionais para que, ao passo que a empresa cresça, o profissional cresça junto.

Quer entender em detalhes como montar um PDI de sucesso? Então clique aqui e baixe agora o nosso ebook! Com ele você entenderá melhor sobre a importância da ferramenta, como traçar uma estratégia de carreira para o seu time e como montar um bom PDI na prática.


Posts relacionados

Quer receber nossos conteúdos diretamente no seu e-mail?

Assine a nossa newsletter para receber os melhores conteúdos. Faça parte da nossa comunidade!