avaliacao_de_desempenho_o_que_e

27 de outubro de 2020

Avaliação de desempenho: O que é? Quais os tipos? Como elaborar?

A Avaliação de Desempenho é fundamental em toda estratégia de gestão de pessoas na organização, pois esta ferramenta mensura a performance dos colaboradores. Desta forma, sua prática melhora não só o próprio desempenho, mas também a produtividade do seu time.

Esta avaliação é parte de uma etapa da Gestão de desempenho. E, como o próprio nome diz, visa avaliar os colaboradores por sua capacidade de entrega. Logo, utilizar este processo é crucial para conseguir bater metas e colher informações para a tomada de decisões.

Contudo, as avaliações de desempenho também servem para melhorar os resultados tanto da organização quanto para a Gestão de Talentos e o desenvolvimento interno dos seus funcionários. Por isto, saiba agora tudo sobre este conceito!

O que é Avaliação de Desempenho

É uma ferramenta de RH que realiza avaliações de competências técnicas e comportamentais, de forma individual ou coletiva. Ou seja, a Avaliação de Desempenho analisa a performance do colaborador e identifica suas competências, relacionando com a cultura organizacional.

As avaliações acontecem de forma pré-determinada e contínua. Inclusive, estas avaliações são mais conhecidas por seus graus, como as de 90º, 180º e 360º. E, analisa o período de tempo de cada colaborador, verificando sua evolução e desenvolvimento.

Uma das funções das avaliações de desempenho é por analisar e diagnosticar o comportamento de toda a equipe. Com isto, auxilia a entender se as metas estão sendo cumpridas e se a atuação do funcionário está de acordo com o esperado. Além disto, ajuda também na elaboração de planos de desenvolvimento individual (PDI), incentivando a qualificação dos profissionais.

Principais objetivos da Avaliação de Desempenho

Existem diversos objetivos para se realizar a Avaliação de Desempenho na empresa. Como identificar os pontos fortes e de melhoria do funcionário e elaborar estratégias para desenvolvê-lo.

Nesta etapa se faz o mapeamento das competências do seu talento utilizando a Matriz 9box. A partir disto, é possível montar um plano de desenvolvimento mais robusto e eficaz. Bem como, ter treinamento e desenvolvimento das competências dos colaboradores, além de reter talentos com esta mesma estratégia.

Um outro objetivo da avaliação é por ajudar na coleta de dados e no histórico de informações para o RH. Analisar a evolução e desempenho do colaborador é fundamental para identificar o perfil profissional e para a tomada de decisão, planejando possíveis sucessores ou outras ações.

Vantagens desta ferramenta nas empresas

Enfim, a Avaliação de Desempenho proporciona a manutenção da comunicação, utilizando feedbacks para dar retorno sobre a performance de pessoas. Outra vantagem é pelo fato de a empresa conhecer melhor seus profissionais, descobrindo talentos e potenciais.

Além disto, com uma cultura de avaliações, os colaboradores tem maior motivação, já que sabem que podem ser promovidos ou realocados, de acordo com sua capacidade, utilizando a gestão de competências.

Os tipos de avaliação nas empresas

Existem vários tipos diferentes de avaliar o desempenho do colaborador. Saiba agora os modelos mais comuns para basear a avaliação na sua empresa!

1.     Auto avaliação

A Autoavaliação, como o próprio nome já diz, é feito pelo próprio funcionário e a análise é baseada pela autocrítica, baseando-se de acordo com o desempenho e o cargo exercido. Contudo, este tipo de avaliação deve ser compartilhado com outros modelos para proporcionar uma visão mais ampla e clara para o gestor sobre o colaborador.

Sob o mesmo ponto de vista, esta avaliação é uma das estratégias mais importantes, pois ajuda o colaborador a desenvolver sua capacidade de autoconhecimento. Por isto, é fundamental aplicá-la na organização.

2.     Avaliação 180º

Com a avaliação 180°, o funcionário é analisado somente por seus superiores, baseando nas metas organizacionais. Este modelo é o mais popular e também o mais tradicional, sendo utilizado por empresas com perfil mais burocrático.

Neste sentido, esta ferramenta é muito interessante para os gestores, por estudar cada profissional da equipe. Entretanto, os colaboradores não tem a oportunidade de fazer a própria avaliação.

3.     Avaliação 360º

Na avaliação 360º, é feito a análise do colaborador com todas as pessoas ligadas diretamente à companhia. Dentre elas, são: colegas de equipe, clientes, gestores de outras áreas, subordinados e superiores.

Desta forma, é possível ter mais informações a respeito do desempenho de cada um. Desde como o colaborador é visto por seus semelhantes até a autoavaliação.

4.     Avaliação por indicadores de desempenho

Com KPIs que mensuram além do próprio desempenho do colaborador, é possível utilizar para avaliar os profissionais, como seu nível de comprometimento ou de entrega. Os gestores de RH podem estabelecer os melhores indicadores para avaliar corretamente os funcionários.

Pelo fato de as informações serem baseados em dados reais, as avaliações se tornam mais consistentes, baseando não só nas opiniões pessoais. Desta maneira, os feedbacks se tornam mais práticos para serem elaborados e qualidade também é superior.

5.     Avaliação comportamental

Neste modelo ocorre avaliações relacionadas à performance de cada pessoa e também suas competências, além de poder diagnosticar seu perfil comportamental. Neste caso, utilizar sistemas integrados torna todo o processo mais prático.

6.     Avaliação por metas e objetivos

Por avaliar as metas e objetivos, é revisado e mensurado a performance de acordo com o nível de entrega de resultados. Com esta avaliação de desempenho, são definidos as metas e objetivos individuais e coletivos para as equipes pelos próprios gestores das áreas.

7.     Avaliação de desempenho por competências

A avaliação por competência foca em avaliar o desempenho baseando-se na metodologia do CHA (conhecimento, habilidade e atitude). Nesta forma, é possível entender as competências técnicas e comportamentais de cada funcionário.

Neste modelo, tem desde a autoavaliação que ajuda a identificar as competências existentes, as que estão sendo desenvolvidas e quais ainda serão realizadas no futuro. Após esta etapa, o líder auxilia a elaborar o plano de ação para impulsionar qualquer competência necessária.

Como elaborar o processo de Avaliação de Desempenho

A construção do processo de avaliação de desempenho deve ser bem detalhada para conseguir obter resultados positivos. Por isto, é crucial levar em consideração as etapas abaixo:

Definição de objetivos claros e específicos

O primeiro passo é saber detalhadamente aonde quer chegar, afinal é necessário saber as perguntas certas para guiar a avaliação. Com uma análise objetiva e clara, os questionários serão muito mais assertivos. Nestes objetivos podem ser considerados as metas, o comportamento e até o desenvolvimento individual de cada colaborador da empresa.

Questionários estruturados

Utilizar uma plataforma de talentos nestas horas pode ser uma mão na roda, pois auxilia a empresa a ter uma estrutura padronizada dos questionários e podem ser enviados automaticamente para os funcionários.

Inclusive, os questionários podem ser com perguntas abertas ou fechadas, mas o importante é que o formulário ter as necessidades da empresa e que seja específico, para que o gestor consiga resultados mais objetivos.

Definição da escala de avaliação de desempenho

Por fim, é necessário que a análise de desempenho tenha uma escala com indicadores de performance dos colaboradores. Poia ela deve ser mensurada e ser referência para as ações de melhorias futuras. Esta escala pode ser quantitativa e por meio de pontuações ou também podem ser qualitativas e ser baseadas na qualidade.

De qualquer forma, esta definição é essencial para que o setor de RH tenha a visualização gráfica do desenvolvimento da equipe. Além de ter parâmetros que comparam os resultados entre as avaliações e os pontos de melhoria.

Conclusão

A avaliação de desempenho é um processo relevante para realizar dentro da empresa, já que traz maior orientação e desenvolve os talentos internos. Entretanto, na estratégia deve ter a análise dos objetivos, para então ter embasamento do caminho a ser seguido.

Enfim, estas avaliações são necessárias por reavaliar a política e cultura interna da organização, além de identificar todas as características dos cargos e funções. Inclusive, as avaliações de desempenho promovem maior satisfação dos colaboradores, feedbacks mais corretos e a tomada de decisão dos líderes com maior precisão.

Em conclusão, gostaríamos de recomendar nosso e-book gratuito sobre “Gestão de Competências: como avaliar as competências do seu time?”. Para que você consiga implementar de forma adequada a avaliação de competência do seu time. Baixe agora!

Gostou desse artigo? Compartilhe.