incentivo

12 de março de 2021

Incentivos de curto prazo: o que são, a importância e como implementar

Os incentivos de curto prazo são compensações financeiras adotadas pelas empresas para recompensar seus colaboradores por seus resultados.

Esta estratégia é uma das mais utilizadas no trabalho para manter o engajamento, a satisfação e também para a retenção de talentos.

Este incentivo é um tipo de remuneração variável e, este modelo inclui diversos tipos de bonificação baseados em metas e indicadores do negócio.

Por isto, saiba neste artigo tudo sobre o que é incentivos de curto prazo, sua importância, os motivos para implementar e como fazer isto na prática!

O que são incentivos de curto prazo

Os incentivos de curto prazo (ICP) podem ser definidos como uma forma de recompensar financeiramente os colaboradores que tem se destacado por suas entregas de resultados acima do esperado.

E, uma das principais características deste programa é que dependem da definição de metas, objetivos e indicadores, sejam eles individuais ou coletivos, para serem aplicado dentro das empresas. Após isto, é feito a análise destes dados para compor o cálculo da remuneração de cada um.

Alguns dos modelos mais comuns deste tipo de remuneração são:

Enfim, existem diversas formas para recompensar os colaboradores.

Um dos maiores diferenciais entre o Incentivo de Longo Prazo (ILP) é por causa do tempo. No incentivo de curto prazo, os pagamentos são realizados em até um ano, podendo ocorrer de forma mensal, semestral ou anual.

Entretanto, é fundamental estabelecer um bom planejamento antes de decidir implementá-lo, além de entender qual o melhor modelo de remuneração para sua organização.

Pois a falta do incentivo pode ser ruim, mas quando mal executado, traz diversos problemas internos. Então, faça uma avaliação dos riscos e comunique com transparência todo o processo com a sua equipe.

A importância dos planos de incentivos de curto prazo

Quando implementada corretamente, o plano de incentivo de curto prazo pode trazer diversos benefícios tanto para a empresa quanto para os colaboradores.

Isto porquê é uma das melhores formas de motivar seus colaboradores, de aumentar a produtividade, além de estimular não só o alcance, mas a superação das metas, elevar os resultados e ainda atrair e reter seus talentos.

E muito pelo contrário do que pensam, os planos de incentivos não são um gasto a mais. Ele deve ser visto como um investimento. Afinal, tende a criar um vínculo maior com os funcionários, desde o alto nível de engajamento com os seus objetivos, até no aumento da satisfação no trabalho.

Inclusive, é considerado como um diferencial competitivo as empresas que possuem algum tipo de programa de remuneração variável. Além do mais, é visto como uma forma de se preocupar com o bem-estar dos colaboradores.

Ter um incentivo de curto prazo pode ajudar também a diminuir a taxa de rotatividade, já que é uma forma de reconhecer os esforços e recompensar financeiramente por suas contribuições.  

Como implementar um plano de incentivos de curto prazo

Para aplicar um plano de incentivo de curto prazo é necessário seguir algumas etapas para garantir que tudo ocorra como esperado. Por isto, confira só nosso passo a passo:

1.   Crie o planejamento

Primeiramente, é fundamental criar um bom planejamento. Por ter curta duração, os incentivos de curto prazo precisam estar alinhados também com a estratégia de negócio. Então tenha isto em mente antes de colocar em prática, ok?

2.   Determine as metas e objetivos

Como o principal objetivo é recompensar os colaboradores por suas metas atingidas, é preciso estabelecer as metas e métricas de acordo com sua natureza: financeira. Exemplos disto podem ser: crescimento de receita da empresa, maximização de lucros ou retorno de capital.

E, para isto, é crucial que estas metas sejam claras e objetivas, além de serem divulgadas com muita transparência. Caso contrário, pode gerar um plano de incentivo desorganizado ou gerar desmotivação no ambiente.

3.   Estabeleça os indicadores

Dentro de programas de remuneração variável é muito comum mesclarem os indicadores da empresa com os indicadores de cada área do negócio. Neste sentido, os indicadores auxiliam no equilibro dos pagamentos do incentivo de curto prazo.

4.   Seja transparente com seus colaboradores

Informe aos seus colaboradores e os instrua sobre o plano de incentivo com muita transparência, além de como ele irá funcionar na prática. Incluindo também os resultados que a empresa espera alcançar. Quando todos entendem o que deve ser feito, melhores são as chances de adesão e de sucesso.

5.   Acompanhe os resultados

Por fim, acompanhe os resultados, sejam de forma semanal, mensal ou semestral. Enfim, o importante é que o plano seja realizado com a ajuda de todos os envolvidos. E, não se esqueça de realizar reuniões de acompanhamento, para conseguir alcançar todos os objetivos ao final do programa.

Em conclusão, gostaríamos de pontuar a importância em recompensar seus colaboradores, pois é uma das maiores fontes motivacionais para a companhia. E, por último, recomendamos nosso artigo para te ajudar a acertar no cálculo da remuneração variável. Boa leitura!

Gostou desse artigo? Compartilhe.