matriz_bcg_capa

4 de junho de 2021

Matriz BCG: o que é, vantagens e como fazer na prática

A Matriz BCG é uma ferramenta muito utilizada para ajudar nas estratégias de gestão. Com ela é possível fazer análises sobre o desempenho e ter maior foco no que realmente importa.

Essa técnica baseia no ciclo de vida dos produtos, na participação no mercado e também no potencial de crescimento. Inclusive, a matriz BCG é importante para o desenvolvimento das organizações.

Enfim, saiba o que é a matriz BCG, sua importância, seus objetivos e como fazê-la na sua empresa!

O que é a Matriz BCG

A Matriz BCG é considerada uma metodologia de análise gráfica que compara e define produtos ou unidades de negócio de uma organização, como um portfólio. Ela é baseada em volume, crescimento e participação de mercado.

O objetivo da Matriz BCG é fazer com que líderes tomem ações e decisões estratégicas mais assertivas sobre produtos ou análises de negócios. Além disso, ajuda na priorização para ter mais lucro com menos recursos.

Criada em 1070, por Bruce Henderson, esta ferramenta surgiu para a consultoria empresarial americana, Boston Consulting Group, como forma de ter uma visão sistêmica dos serviços e auxiliar na potencialização do fluxo de caixa. 

Como funciona Matriz BCG

Na prática, a matriz BCG é dividida em dois blocos. O primeiro é a taxa de crescimento do mercado e o segundo é a participação do produto no mercado.

Cada um desses blocos tem duas divisões, da qual são colocados os grupos dos produtos. Confira só cada um deles!

Vacas leiteiras

Este tipo de produto gera muito lucro de forma que não exigem muito investimento, tempo ou até mesmo marketing e vendas.

São autopromovidos e o sucesso desse tipo de produto é justificado pela sua alta qualidade e pela reputação possuída com os clientes da empresa.

Contudo, sempre fique atento a estes produtos consolidados para mantê-lo no mesmo patamar.

Estrelas

Estes produtos são responsáveis por trazer os lucros a partir do time de vendas e de marketing. Neste caso, é importante ter uma estratégia para alcançar os resultados esperados.

Além disto, precisam de investimento para alcançar uma boa performance de vendas. Afinal, o mercado está sempre em rápido crescimento e é necessário se destacar entre os concorrentes.

Se o produto conquistar os consumidores e continuar sendo um sucesso, pode ser tornar uma “vaca leiteira” e permanecer nessa posição por um longo tempo.

Pontos de interrogação

São os grupos de produto dos quais não se tem muita certeza se vão dar certo. Isto acontece com produtos recém lançados e que ainda não se sabe qual caminho ele irá seguir.

Por isto, é importante esperar a resposta dos consumidores antes de qualquer coisa. Já que não se sabe se valerá a pena investir muito dinheiro para crescer sua participação.

Abacaxis

Também conhecidos por “cachorrinhos”, estes são aqueles produtos com baixa performance e com margem ruim de vendas. Ou seja, são os produtos que todos desejam distância.

Neste caso, é preciso avaliar a viabilidade para entender se compensa continuar com o investimento ou não, pois não geram lucro para a organização.

Inclusive, se o plano de recuperação exigir muito tempo e dinheiro, é melhor repensar se vale a pena insistir nesse produto.

Mas se caso resolver fazer um plano de ação, aja o mais rápido possível para evitar prejuízos ainda maiores.

Vantagens e desvantagens da Matriz BCG

Ter uma representação gráfica dos produtos ou serviços favorece para uma compreensão ampla sobre a situação e facilita a definição de estratégias específicas para cada um deles.

Além disto, torna a tomada de decisões mais ágil e assertiva para os gestores, levando também para uma estabilidade no mercado a longo prazo. Já que tem uma visão sobre o cenário estar favorável ou não para os produtos.

Entretanto, é preciso fazer uma análise complementar para não tomar decisões superficialmente. Pois, a participação e o crescimento de mercado não podem ser os únicos fatores para serem observados e nem para determinar o sucesso de um produto.

Diferente da análise SWOT, da qual as pesquisas são feitas para tomar decisões iniciais, a matriz BCG é mais indicada para produtos com maior tempo de operação. Desta forma, terá um histórico melhor da performance de cada um.

Como fazer a matriz BCG na prática

Para entender melhor como que funciona na prática, veja só como aplicar a matriz BCG na sua empresa:

Liste todos os seus produtos

O primeiro passo é criar uma lista com todos os seus produtos ou unidades de negócios. É importante determinar uma ordem crescente do volume de vendas de cada um.

Coloque seus produtos na matriz

Como mencionado anteriormente, a matriz BCG funciona de forma similar a um gráfico cartesiano de duas linhas (horizontal e vertical). Ou seja, possui 4 quadrantes.

Na linha vertical representará a taxa de crescimento do mercado, que será graduada de 0 a 20%. O meio representa 10%. Já na linha horizontal, será a participação relativa do seu produto em comparação ao concorrente mais próximo.

Dentro da matriz, pegue o produto que mais vende e identifique a sua taxa de crescimento no mercado e marque no eixo vertical. Após isto, confira a posição relativa dele e marque no eixo horizontal.

Por fim, faça a intersecção dos 2 pontos no meio da tabela e desenhe um circulo para simbolizar esse produto. Um ponto importante: quanto maior o círculo, maior o volume de vendas.

Classifique e defina a estratégia de atuação

Nesta etapa você irá classificar seus produtos ou serviços de acordo com vacas leiteiras, estrelas, pontos de interrogação ou abacaxis.

No final, as tomadas de decisões podem ocorrer de 4 formas. E você irá alocar seus produtos em cada uma dessas estratégias:

  • Construir: aumentar e investir na participação de mercado (pontos de interrogação);
  • Manter: preservar a participação no mercado dos produtos que geram os lucros consistentes (vacas leiteiras);
  • Colher: conseguir o máximo do negócio no curto prazo e aos poucos descontinuá-lo, seja reduzindo custos ou investimentos (vacas leiteiras em declínio, abacaxis ou pontos de interrogação);
  • Abandonar: vender ou encerrar o negócio que não seja mais lucrativo (abacaxis ou pontos de interrogação).

Enfim, como deu para perceber, a matriz BCG é bem simples e prática para ser aplicada nas organizações. Afinal, com essa estratégia fica mais fácil de saber quais produtos receberão mais recursos e investimentos.

Inclusive, esta metodologia é similar em alguns aspectos com a matriz 9 Box e pode ser aplicada dentro da sua gestão empresarial, como forma de entender melhor sobre a performance de seus colaboradores.

Em conclusão, gostaríamos de te recomendar uma planilha gratuita sobre Plano de Ação. Para te ajudar a colocar em prática tudo que aprendeu aqui. Baixe agora!

Gostou desse artigo? Compartilhe.