desenvolvimento de pessoas

20 de dezembro de 2021

Desenvolvimento de pessoas: a importância de investir na sua empresa

Desenvolvimento de pessoas é um conjunto de práticas entre os colaboradores e a empresa, do qual foca em desenvolver as competências, melhorar o desempenho e os resultados organizacionais.

O desenvolvimento de pessoas ajuda em melhorias internas contínuas, impulsionando a carreira e criando mais oportunidades de crescimento profissional. Além disso, aumenta a produtividade e o engajamento do time com a empresa.

Investir tempo e recursos para desenvolver pessoas traz benefícios múltiplos. Alguns exemplos disso são: ajuda na retenção de talentos e no alcance da alta performance.

Saiba então nesse artigo o que de fato é desenvolvimento de pessoas, a sua importância nas organizações e como promover esse processo na prática.

O que é desenvolvimento de pessoas

O desenvolvimento de pessoas é uma tarefa constante, feita no médio e longo prazo, do qual auxilia os colaboradores a aperfeiçoarem o CHA (conhecimentos, habilidades e atitudes) e a atingirem seu potencial.

Nesse sentido, fazem o aprimoramento das competências técnicas, que são as hard skills, e também as comportamentais, que são as soft skills. Assim é possível elevar os resultados das equipes e da organização ao mesmo tempo.

Investir no desenvolvimento das pessoas é muito importante, pois mostra que a empresa se preocupa e valoriza o capital humano. Além disso, ajuda no crescimento profissional e a construção da carreira de cada membro da equipe.

As estratégias e processos realizados para o desenvolvimento de pessoas constroem um ambiente interno mais saudável e construtivo. E também faz com que todos se sintam mais motivados a entregar o seu melhor.

Contudo, o desenvolvimento de pessoas não é feito somente com o RH, a liderança e os próprios membros do time também estão envolvidos em todo o processo, inclusive durante o processo de criação do plano de carreira.

A diferença entre treinamento e desenvolvimento de pessoas

Treinamento e desenvolvimento são processos diferentes, mas complementares. Saiba abaixo as principais diferenças entre cada um deles:

Treinamento

Normalmente, o treinamento é feito de forma pontual e a curto prazo. Tem a intenção de adquirir ou aperfeiçoar uma competência específica. E, acontece de acordo com a necessidade do cargo ou da função.

Contudo, dependendo do curso, da profundidade do conteúdo ou do tema abordado, o treinamento pode demorar alguns meses, semanas, dias ou horas para ser concluído.

Desenvolvimento

Já o desenvolvimento costuma ser feito de forma contínua e no longo prazo. Possui diversas ações que a pessoa precisa fazer ao longo do tempo para se desenvolver.

E, no geral, terá alguns treinamentos para serem feitos como ações de desenvolvimento. Sejam eles um onboarding, para elevar os conhecimentos e atitudes relacionadas ao desempenho das funções ou para preparar um colaborador para uma promoção.

Ou seja, o desenvolvimento vai além do treinamento. Pois se tem uma estrutura que dá suporte para que a equipe alcance seu potencial durante toda a sua jornada na empresa. E isso faz toda a diferença nos resultados organizacionais.

A importância do desenvolvimento de pessoas nas organizações

Como mencionamos anteriormente, o desenvolvimento é uma maneira de investir nas pessoas e na própria empresa a longo prazo, já que:

  • Aperfeiçoa as capacidades dos colaboradores;
  • Melhora o desempenho individual;
  • Ajuda a reter talentos e diminuir a rotatividade;
  • Mantém o engajamento e motivação de todos;
  • Fomenta o sentimento de valorização no ambiente interno;
  • Desenvolve novas lideranças.

E, por estar relacionado as capacidades técnicas e comportamentais, o desenvolvimento de pessoas forma times de alta performance.

Afinal, os colaboradores estarão em constante evolução, aprimorando suas competências para resolver problemas e alcançar os melhores resultados.

Como promover o desenvolvimento de pessoas

Saiba em 4 passos como criar um programa de desenvolvimento de pessoas na sua empresa:

1. Identifique as necessidades de desenvolvimento

Primeiramente, é feito o mapeamento para identificar todas as necessidades que precisarão ser trabalhadas ao longo do tempo. Nesse contexto de desenvolvimento, podemos citar exemplos, como: a diminuição do turnover, dos gargalos de processos, melhorar os resultados etc.

Isso é importante porque quando se cria um programa de desenvolvimento, se entende as lacunas de competências que a empresa precisará preencher no médio a longo prazo e também entender o que cada pessoa quer para sua carreira.

A partir disso, se cria planos de desenvolvimento individual (PDI) e, se necessário, se faz também planos de ação com os colaboradores para estabelecer o plano de carreira de cada um.

2. Escolha as metodologias e ferramentas certas

Escolher sobre as metodologias e ferramentas certas para cada grupo de colaborador fará toda a diferença durante a execução dessa estratégia. Pois, cada pessoa tem um propósito diferente.

O programa de desenvolvimento deve ser montado de acordo com a forma de aprendizado de cada um e se adaptar para cada tipo de cargo também. Afinal, um estagiário não desenvolverá as mesmas competências que alguém em um cargo de liderança.

Qualificações externas por cursos profissionalizantes, reuniões de feedback para melhorar o desempenho, incentivo à leitura e programas de mentoria para ajudar no desenvolvimento de novos líderes são alguns exemplos de metodologias e ferramentas.

3. Engaje e motive os seus colaboradores

Após os passos anteriores, é necessário mostrar o programa de desenvolvimento de pessoas para toda a empresa e manter todo o time engajado e motivado com tudo que foi estabelecido.

Por isso, apresente para todos a jornada individual de desenvolvimento, assim como os benefícios que essa prática traz para cada colaborador e para a empresa também.

É válido ressaltar que, essa é não é uma tarefa apenas do RH, mas também dos líderes das áreas. Dessa forma, todos ajudarão a incentivar a participação dos colaboradores com esse programa.

4. Faça o acompanhamento dos resultados

Por último, se faz o acompanhamento dos resultados, analisando o que deu certo e o que pode melhorar. Nessa etapa também é interessante de recolher a opinião de todos que fizeram parte, como: colaboradores, gestores, da diretoria.

Confira se realmente o que foi planejamento está trazendo resultados positivos, faça testes em algumas áreas, anote todas as ideias de melhoria e faça as mudanças necessárias para garantir a efetividade do programa.

como desenvolver pessoas nas organizações
  1. Reúna com os gestores das áreas e crie um plano com as ações que serão implementadas;
  2. Promova encontros regulares com os colaboradores, ouça suas sugestões e avalie os resultados;
  3. Forneça cursos, treinamentos e oportunidades de aprendizado constantemente;
  4. Faça a rotação de cargos, alternando setores e hierarquia para expandir as habilidades, conhecimentos e capacidades das pessoas;
  5. Estabeleça os formatos para medir o sucesso das ações, como a avaliação de desempenho;
  6. Cultive a cultura de dar e receber feedback, elogiando em público e aconselhando no privado;
  7. Foque na adaptabilidade e altere a rota sempre que for preciso.

Enfim, como deu para ver ao longo deste artigo, implementar um programa de desenvolvimento de pessoas na empresa ajuda os colaboradores a atingirem seu potencial e utilizar seus talentos para alcançar os melhores resultados.

E uma das melhores formas de desenvolver pessoas é criar uma cultura de engajamento e motivação. E, para te ajudar nisso, recomendamos nosso e-book gratuito sobre esse assunto. Baixe agora!

Gostou desse artigo? Compartilhe.

Where people drive performance

Somos milhares de pessoas.

Assine a nossa newsletter e receba nossos conteúdos gratuitamente pelo seu e-mail. Fique por dentro do universo de gestão de performance.