Remuneração por Desempenho: o que é, sua importância e como aplicar

Avatar photo Letícia Sudan | 22 de outubro de 2021

Com a Remuneração por Desempenho é possível recompensar os profissionais de acordo com seus esforços, elevar a motivação para potencializar seus resultados e também aumentar a produtividade para superar as metas pré-estabelecidas.

remuneracao-por-desempenho

Determinar qual tipo de remuneração utilizar na empresa não é tarefa fácil, concorda? É necessário entender todos os programas de bonificação e os benefícios que sua aplicação oferece para os colaboradores. 

Além disso, o modelo ideal deve ser adaptável tanto para a organização em geral quanto para cada equipe que participará. 

A remuneração por desempenho é uma estratégia que direciona gratificações pelas contribuições individuais ou coletiva dos funcionários, realizando então recompensas financeiras pelos seus esforços e alta performance. Confira mais! 

O que é o modelo de Remuneração por Desempenho

A remuneração por desempenho, também conhecido como Remuneração por Performance, tem seu conceito atrelado à Remuneração Variável. Seu significado é autoexplicativo, já que os pagamentos são realizados de acordo com a mensuração do desempenho e da produtividade dos colaboradores. 

Esse modelo de remuneração funciona em todo tipo de segmento de mercado e é aplicável em diversos setores. Pode ter também um padrão de pagamento mais subjetivo ou generalizado. 

Os parâmetros da remuneração por desempenho dependem de definições de metas claras, objetivas e alcançáveis. Após isso, é classificado, em números ou porcentagem, forma de pontuar e mensurar a performance de todos os colaboradores.  

É um Incentivo de Curto Prazo, ou seja, os pagamentos devem ser realizados em no máximo um ano, sendo comum a cada trimestre ou semestre. 

As principais características do sistema de Remuneração por Desempenho

Esse modelo tem como característica principal o reconhecimento dos profissionais que tem tido alta performance e realiza bonificações ou outros incentivos financeiros, como forma de elevar sua produtividade por alcançar ou superar as metas, além promover a motivação por atingir os melhores resultados.

Outra característica desse sistema é que ele avalia se os colaboradores sabem trabalhar em equipe, por isso a estrutura de remuneração desse modelo é composto por metas colaborativas (geral ou por setor), além de estabelecer um objetivo em comum para realizar.

Uma outra característica dessa remuneração é por incentivar treinamentos para os colaboradores desenvolverem suas habilidades e se utiliza disso para metrificar os seus esforços, aperfeiçoando suas competências a partir da dedicação em aprender mais sobre sua área de atuação profissional.

Tipos e modelos de Remuneração por Desempenho

Os tipos mais conhecidos e utilizados nos negócios de remuneração por desempenho são:  

Esses programas podem trazer resultados muito positivos para sua empresa, tendo base em incentivos focados nos indivíduos e não nos lucros. 

Em alguns modelos de remuneração por desempenho, pode ser realizado uma autoavaliação e também avaliar os colegas de equipe, que classifica a performance por uma ferramenta que avalia e mensura o comportamento dos colaboradores para poder remunerar da forma mais justa possível com todos. 

Esse sistema tem base nas competências necessárias e esperadas pelos profissionais, deve-se levar em conta um conjunto básico de comportamentos que assemelham também com a cultura organizacional. 

Vantagens e desvantagens desse programa 

Esse modelo tem como característica principal o reconhecimento dos profissionais que tem tido alta performance e realiza bonificações ou outros incentivos financeiros, como forma de elevar sua produtividade por alcançar ou superar as metas, além promover a motivação por atingir os melhores resultados. 

Outra característica desse sistema é que ele pode avaliar se os colaboradores sabem trabalhar em equipe. Por isso, a estrutura de remuneração desse modelo é composta por metas colaborativas (geral ou por setor), além de estabelecer um objetivo em comum para realizar. 

Por fim, uma outra característica dessa remuneração é que ela pode incentivar os colaboradores a desenvolverem suas habilidades e se utiliza disso para metrificar os seus esforços, aperfeiçoando suas competências a partir da dedicação em aprender mais sobre sua área de atuação profissional. 

Vantagens da Remuneração por Desempenho 

Uma das maiores vantagens em aplicar esse programa nas organizações é por contribuir com a motivação para alcançar os resultados e engajamento com a equipe, quando as metas são colaborativas, já que o pagamento é realizado a partir do alto desempenho para obter os melhores resultados. 

Um sistema de remuneração variável por desempenho atrai e retém talentos, pois os colaboradores recebem incentivos monetários para se qualificar e por seus méritos, recebendo um bônus em conjunto com o salário que adapta com sua performance. 

Utilizar a remuneração por desempenho é uma vantagem estratégica e competitiva, já que promove a proatividade dos funcionários que performaram bem e vincula os objetivos dos colaboradores ao sucesso da organização. 

Desvantagens da Remuneração por Desempenho  

Para não existir desvantagens no programa de Remuneração por Desempenho, é necessário que o projeto de remuneração seja planejado, visando o sucesso completo da empresa e não seja pensando somente no lucro.  

O projeto não deve focar apenas na produção, porque isso pode influenciar na qualidade do serviço e nos resultados. É importante desenvolver um programa com equilíbrio, estabelecendo metas individuais e coletivas para que não haja conflitos. 

A remuneração por desempenho pode não funcionar quando gera competição interna entre os funcionários. Um programa mal estruturado enfatiza o indivíduo em vez do time, o que faz com que os esforços sejam mal distribuídos.  

É necessário que a equipe trabalhe em harmonia para o serviço ser entregue com um nível alto de qualidade. 

Como gerenciar a Remuneração por Desempenho 

Vimos que a remuneração por desempenho é uma alternativa estratégica para as empresas atenderem a demanda do mercado atual. Entretanto, como gerenciar a remuneração por desempenho?  

Primeiramente, para aplicar a remuneração por desempenho na sua empresa de forma efetiva, é necessário comunicar assertivamente com a sua equipe como funciona esse método, para não restar dúvidas.  

Como estamos falando dos colaboradores, é necessário entender que ter conversas frequentes para os manter engajados é extremamente importante. O feedback é essencial e impacta positivamente no engajamento do time.  

Outro ponto é amarrar bem as metas, pois se focalizar as metas apenas ao dinheiro, pode resultar em problemas. Um exemplo é pagar a porcentagem do salário baseado na porcentagem das metas concluídas, esse funcionário pode impor uma meta fraca para garantir que atinja 100%, sem se preocupar em se esforçar para melhorar o próprio desempenho.  

Outro cenário é um funcionário que estipula metas ousadas, mas atinge apenas 90% delas. Provavelmente, ele alcançará mais do que o outro colaborador do exemplo acima, já que dessa forma ele trabalha para atingir metas ambiciosas. O resultado disso é a melhoria no desempenho.   

Dessa forma, a ferramenta de plano de desenvolvimento individual (PDI) também deve fazer parte do planejamento de Remuneração por Desempenho. 

Como colocar em prática a Remuneração por Desempenho  

Primeiro, você pode estabelecer um salário justo, competitivo no mercado, e ter expectativas e metas quanto ao trabalho.  

Assim, as metas não ficam atreladas ao pagamento, o que significa que ela continua sendo um bônus e promoções por mérito, e ainda ajuda na melhoria constante da performance dos funcionários e empresa.  

É crucial que os gestores e líderes façam avaliações objetivas de todos os colaboradores, sabendo identificar a diferença de desempenhos de cada um, seja os que atendem as expectativas, os que superam as metas e também as que não foram atingidas. 

A dica é utilizar ferramentas que possibilitem fazer essas avaliações de desempenho, assim como adotar indicadores para mensurar todas as metas. 

O programa mais recomendado é 50% são metas individuais e 50% são com a equipe, que a remuneração pode ser mais equilibrada, levando em conta o trabalho colaborativo, fazendo os próprios funcionários a se manterem motivados para atingir todas as metas extras e receberem a bonificação em conjunto. 

Conclusão 

Como você pode perceber ao longo desse artigo, estabelecer uma cultura de remuneração por desempenho tem suas vantagens, mas conhecer seus colaboradores é fundamental para que o acordo da compensação monetária seja uma vontade de todos.  

É necessário ficar atento sobre a motivação, acompanhar a performance dos colaboradores e realizar feedback frequentemente para que o programa tenha transparência em todo o processo. 

Outra dica é incentivar os próprios funcionários a estabelecerem suas metas e objetivos com o auxílio dos gestores de suas áreas. Assim a motivação para alcançar melhores resultados será muito mais positiva e o engajamento com a equipe será muito maior.  

Esses incentivos fazem com que os colaboradores busquem mais treinamentos para aperfeiçoar suas habilidades e competências para a própria evolução e contribuir com o sucesso da empresa também. 

Para entender melhor como avaliar as competências do seu time e aplicar esse sistema, baixe agora o nosso ebook Remuneração Variável”. 

 

Artigos relacionados

Faça parte da nossa comunidade e receba conteúdos valiosos no seu e-mail.

     

    Solicite agora uma demonstração.

    Preencha os campos ao lado para agendar uma demonstração da nossa plataforma.