people_analytics

28 de julho de 2020

People Analytics: O que é? Quais as vantagens? Como implementar?

Com a possibilidade de armazenamento de grande volume de dados e análise de Big Data, as empresas encontraram novas formas de tomar decisões mais eficazes e ter uma visão estratégica, utilizando o People Analytics no setor de recursos humanos.

Hoje, adotar as ferramentas do RH estratégico é essencial para gerar valor na organização. A metodologia do People Analytics auxilia os gestores a coletar dados, a organizar as informações, além de aumentar a produtividade e motivação dos colaboradores.

Conheça agora nesse post tudo sobre People Analytics, como esse método pode impactar a sua organização e os principais passos para implementá-lo!

Neste post você encontra:

O que é People Analytics?

O People Analytics ou Análise de Pessoas, é uma metodologia utilizada no departamento pessoal para identificar, recrutar, desenvolver e reter as pessoas certas para as demandas das áreas e para a rápida efetivação da estratégia da organização. As etapas desse processo são: coletar, organizar e diagnosticar os dados por meio de softwares que fazem o cruzamento dessas informações, como o Big Data.

Essa metodologia tem como maior característica entender o comportamento dos colaboradores, conhecer melhor suas habilidades e competências para utiliza-las estrategicamente dentro da empresa. Dessa forma, é possível mensurar seu desempenho e desenvolver novos meios de engajar e elevar a satisfação da equipe.

A Análise de Pessoas diz respeito a utilização de dados para gestão de RH nas empresas, tornando acessível a padronização das informações e aumentando a qualidade da tomada de decisões da Gestão de Talentos e a Performance de Pessoas. Isto se relaciona, inclusive, na busca pela quantificação dos custos e o desempenho do próprio setor da Gestão de Pessoas.

Conheça as etapas do People Analytics

Saiba como funciona os processos de cada etapa dessa metodologia na prática.

Coleta de dados

Primeiramente é necessário realizar a coleta de dados e informações para se analisar no People Analytics. Alguns exemplos de coleta de dados são pelas redes sociais, pesquisas de pulso, formulários internos, análise de currículos, utilização de sistemas de gestão, entre outros.

Organização das informações

Nessa etapa é realizado a análise, a organização e o cálculo de todos os dados coletados na etapa anterior. Quanto mais se coletar, maiores são as oportunidades de aplicação na empresa.

É organizando as informações que se encontra as respostas levantadas durante o People Analytics, sendo estruturadas de forma clara e transparente para facilitar a parte prática. É nessa parte que se utiliza softwares como o Big Data, ou as ferramentas de BI,

Diagnóstico

O diagnóstico é utilizado para realizar a análise dos dados coletados e assim tomar decisões baseadas em dados reais, melhorando os processos e também desenvolvendo novos métodos de inovação em conjunto com o RH estratégico.

Como funciona o People Analytics?

O People Analytics consegue identificar padrões não óbvios cruzando diferentes set de dados e, então, identificar a causa de problemas que podem ser mitigados ou eliminados, promovendo resultados surpreendentes.

Por exemplo, podemos correlacionar dados de performance com demografia dos colaboradores e, eventualmente, comprovar que para uma determinada função, pessoas que tem algum tipo de formação tem melhor desempenho que outras, ou pessoas em uma determinada faixa etária, que teve algum tipo específico de experiencia, gera melhores resultados para a organização.

Uma pesquisa apresentada pela McKinsey, com mais de 600 entrevistados, a gestão de talentos que fazia as empresas despontarem à frente das concorrentes estava relacionada a frequente (e rápida) realocação de funcionários de alto desempenho entre funções críticas e estratégicas: os “ágeis” gestores de talentos tinham 2,2 vezes mais chances de superar seus concorrentes no retorno total aos acionistas (TRS).

As vantagens do People Analytics na organização

Existem diversas vantagens e benefícios em aplicar o People Analytics, afinal essa metodologia tem impacto direto na relação com a equipe de trabalho. Veja só:

  • Facilita na criação de plano de carreira, além de auxiliar em estratégias de melhorias na contratação, promoção, recolocação ou demissão dos colaboradores;
  • As análises e pesquisas sobre a motivação e engajamento dos funcionários se tornam mais eficientes, além de poder ajudar a desenvolver métodos que elevam a produtividade e o compromisso com as metas e objetivos organizacionais;
  • Identifica pontos forte e fracos atuais dos colaboradores e da empresa, bem como a priorização dos investimentos futuros;
  • Desenvolve indicadores de gestão de pessoas para monitoramento estratégico, pensando em competências, treinamentos e custos do próprio RH;
  • Conecta os talentos existentes, as oportunidades e cria valor, utilizando-se de métricas para mensurar os cargos críticos da empresa e as capacidades humanas existentes;
  • Define cargos com claridade a fim de garantir o profissional com as habilidades necessárias para aquela função;
  • Estabelece os reais critérios para a seleção e recrutamento de novos talentos, bem como identificar as lacunas de talentos existentes hoje na empresa;
  • Cria planos de sucessão para os cargos chave e motiva aqueles colaboradores com planos de retenção;
  • Possibilita a realocação de talentos para áreas de mais valor, algo tão relevante quanto realizar realocações do capital pelas empresas;
  • Analisa como os resultados da organização estão alinhados às estratégias de gestão de pessoas e de negócios.

Enfim, utilizar a metodologia do People Analytics com a Tecnologia no RH permite o cruzamento de dados para ter decisões mais assertivas e que impulsiona o crescimento e o sucesso da companhia.

Além disso, é fundamental promover a cultura organizacional para que todos os colaboradores permaneçam com a visão e missão voltados para alcançar os resultados esperados.

Quais são os 4 tipos de Analytics?

Você sabe quais são os tipos de análise de dados são importantes para sua estratégia organizacional? Conheça agora os 4 tipos de Analytics mais aplicados!

1. Análise descritiva

Também conhecida por Descriptive Analytics, é descritiva por precisar responder sobre “o que está acontecendo?”. É possível tomar decisões com maior agilidade e segurança a partir desses dados, proporcionando uma visualização gráfica para monitorar as informações.

2. Análise diagnóstica

Ou Diagnostic Analytics, é realizado o diagnóstico da pergunta “por que aconteceu?” para ter uma análise técnica sobre a causa do problema. Essa identificação é fundamental para entender os erros e os pontos de melhorias da companhia.

3. Análise preditiva

Do inglês, Predictive Analytics, é necessário responder a pergunta-chave “o que pode acontecer?” para prever o cenário de acordo com os resultados obtidos no passado. Com a monitoração preditiva é possível identificar os processos e obter respostas com maior precisão sobre o futuro da organização.

4. Análise prescritiva

Ou Prescriptive Analytics, tem como principal objetivo responder sobre “o que pode acontecer se tomarmos este rumo?” para tomar decisões baseadas em dados e entender melhor sobre os impactos gerados a partir dessa hipótese prescritiva.

Como implementar o People Analytics nas empresas?

Veja agora alguns pontos importante para o processo ser implementado com sucesso na sua organização.

Intensifique a captação de dados

Estes dados são desde comportamentos, habilidades e atitudes sobre os colaboradores, cargos e resultados, até das informações sobre o ambiente de trabalho, estímulos, motivações de desligamentos, resultados alcançados e toda outra informação possível de ser armazenada.

Alguns exemplos são:

  1. Quem é contratado e quais suas características de personalidade, o que pode diferir substancialmente a performance dos colaboradores e líderes. Essa triagem pode ocorrer por meio de testes psicométricos com a aplicação de jogos online (gamificação) que permitem a construção de dados sobre a personalidade e habilidades cognitivas de cada empregado;
  2. Como é o gerenciamento das pessoas e do ambiente de trabalho. Trata-se de identificar a qualidade das práticas de gerenciamento da empresa, que pode ser obtida por pesquisas ou profissionais da área de gestão que identificam os traços positivos e as lacunas, até mesmo na linha de frente;

Determine um objetivo

Identifique os pontos chave que definem os objetivos prioritários do trabalho com Analytics e mapeie os assuntos relevantes a serem respondidos com urgência, verificando, também, quais os dados que serão necessários para isso.

É fundamental realizar uma pesquisa para entender quais problemas existem e como resolvê-los com a análise e cruzamento dos dados. Exemplos disso são as análises para o plano de carreira e de sucessão, identificando os colaboradores de alta performance para as promoções.

Implemente a gestão de dados no setor de RH

O trabalho intensivo com os dados, valendo-se da criatividade para buscar informações além dos sistemas de informação dos recursos humanos, mas também os de outras áreas do negócio. Ou seja, incluir na agenda de Gestão de Pessoas a Gestão de Dados – o que coletar, como coletar e como mantê-lo.

Além disso, defina métricas e indicadores para analisar os dados com maior precisão e contexto dentro da organização.

Capacite as pessoas para a realização de análises

Os gestores devem começar a aprender o que essa nova visão implica, ou seja, requer uma prática analítica para que o People Analytics se torne algo permanente: os envolvidos poderão aproveitar dados gerados e geridos por eles e por outros colaboradores, identificando o valor das informações para a tomada de decisão.

A tarefa de capacitar os colaboradores parece muito complexa, porém programas de treinamento são uma excelente opção para promover a capacidade analítica das organizações.

Utilize ferramentas e softwares para gestão e análise dos dados

Essas ferramentas devem estar alinhadas aos projetos do People Analytics desenvolvido pela empresa. Cada projeto pode requerer uma ferramenta digital diferente, bem como as ferramentas que sua empresa já possui podem ser aproveitadas em um primeiro momento.

Portanto, o People Analytics permite trabalhar com uma complexidade de dados sobre comportamento de pessoas e do negócio, entendendo as características e necessidades de cada colaborador.

Isto favorece a tomada das melhores decisões para a execução da estratégia, possibilitando o sucesso da organização hoje e no futuro com base em dados e ações personalizadas muito mais eficazes.

Com o People Analytics, a gestão de pessoas se torna muito mais estratégica, com foco em resultados que impactam de forma positiva para a empresa.

Agora que você entende todos os benefícios desta metodologia na sua gestão de RH estratégico, que tal conhecer mais sobre nosso módulo de Talentos?

Temos uma série de funcionalidades para a Gestão Estratégica de Pessoas, possibilitando identificar e mensurar seus projetos de People Analytics. Você pode aplicar feedbacks contínuos dentro do ciclo de avaliação e criar de planos de retenção e sucessão da sua equipe.

Ficou interessado? Agende agora uma demonstração gratuita da nossa plataforma!

Gostou desse artigo? Compartilhe.