pesquisa_de_clima_organizacional

29 de janeiro de 2021

Pesquisa de Clima Organizacional: o que é, objetivos e como fazer?

A Pesquisa de Clima Organizacional é a melhor estratégia para se obter informações sobre o ambiente interno. Isto se deve justamente pelo fato desta ferramenta ajudar a mapear as percepções dos colaboradores a partir da coleta de dados.

A pesquisa é utilizada principalmente para entender o nível de engajamento, de satisfação, motivação e qualquer outro fator que afeta o desenvolvimento dos profissionais, independentemente do tipo de assunto.

Enfim, saiba neste artigo tudo sobre o que é pesquisa de clima organizacional nas empresas, seus objetivos e como fazer na prática. Boa leitura!

O que é pesquisa de clima organizacional

A pesquisa de clima auxilia a identificar os pontos de melhoria do ambiente interno. Por meio de um questionário (físico ou virtual), o colaborador responde as perguntas (que podem ser abertas e/ou fechadas) de acordo com sua experiência e percepção sobre a organização.

O objetivo desta pesquisa é coletar e analisar os diversos tipos de dados, dos quais são extremamente importantes dentro da gestão estratégica de pessoas.

Afinal, entender os problemas e ter maior foco no capital humano é fundamental. Além disto, a qualidade do clima tem ligação direta com a produtividade. 

A pesquisa de clima deve ser feita sempre de forma anônima, anualmente e abordando temas relevantes em suas perguntas, como: o ambiente de trabalho, remuneração e benefícios, relacionamento com a equipe e gestores, políticas de RH, infraestrutura e comunicação interna.

O clima organizacional só é positivo quando os colaboradores se sentem motivados, com a sensação de pertencimento, agem com um propósito e estão alinhados com a cultura organizacional.

Qual o objetivo da pesquisa de clima

Os objetivos da pesquisa de clima organizacional são: analisar o ambiente interno, identificar os pontos fortes e os de melhoria da empresa, entender o que precisa ser alterado e os aspectos de insatisfação.

Além de criar uma comunicação mais direta com os colaboradores, a partir das respostas deste tipo de questionário é realizado um diagnóstico para criar um plano de ação corretivo. Desta forma, é possível aprimorar e reestruturar o que for necessário.

E diferentemente da pesquisa de Pulso, a pesquisa de clima organizacional ocorre apenas uma vez ao ano, aborda diversos temas e requer um planejamento bem estruturado.

Inclusive, é importante ressaltar que a pesquisa de clima organizacional faz parte das ferramentas de gestão de pessoas, sendo um processo de monitoramento o ambiente. Por isto, não deve ser uma estratégia a ser descartada.

Como fazer a pesquisa de clima organizacional

Para fazer a pesquisa na prática é necessário fazer as perguntas de forma estratégica, abordando assuntos específicos e com uma intenção específica. Deve se ter um planejamento do início ao fim, para que toda a análise dos dados seja clara e precisa.

Assim, sua pesquisa terá um rumo certo para identificar não só a satisfação dos colaboradores, mas também identificar a solução de outros possíveis problemas internos. Com isto, seu questionário deve ter as perguntas no contexto correto.

Em soma, sua pesquisa de clima deve conter um objetivo definido. Saiba o que levar em consideração em todo o processo e os principais pontos de atenção do momento. Afinal, no mundo VUCA o cenário tende a sofrer mudanças constantes.

Como montar a pesquisa de clima em 5 passos

Para estruturar e aplicar a pesquisa de clima organizacional, é importante seguir alguns passos para que tudo ocorra como o esperado. Confira só os 5 passos para montar sua pesquisa de clima:

1.   Faça um planejamento

Como já falamos ao longo deste artigo, tenha um bom planejamento da sua estratégia de negócio para aplicar na pesquisa de clima organizacional e, também, desenvolva a dinâmica do questionário.

Sabendo que a pesquisa ocorre anualmente, qual época do ano você considera ser a melhor para entender sobre o ambiente interno? Enfim, entenda sobre a periodicidade para dar maior consistência à sua prática.

Além disto, cronometre o tempo de duração da pesquisa. Isto influencia principalmente na quantidade de colaboradores que irão preencher até o final a pesquisa.

2.   Elabore as perguntas

Para criar as perguntas é preciso ter em mente que os seus objetivos precisam estar alinhados com a pesquisa. Neste sentido, você pode utilizar modelos de indicadores já existentes, como os 9 fatores de Litwin e Stinger: estrutura, responsabilidade, desafio, recompensa, relacionamento, cooperação, conflito, identidade, padrões.

Ou seja, para se criar a estrutura do questionário é necessário passar por todos os pontos da organização, desde as regras e procedimentos de execução das tarefas, o sentimento de reconhecimento, benefícios e até sobre o grau de interação.

Lembre-se, também, de tomar cuidado para que as perguntas não tenham duplo sentido ou sejam confusas. Seja bem claro e específico em cada uma das perguntas para que isso não atrapalhe a sua análise de resultados.

3.   Saiba o tempo de duração da pesquisa

O tempo para preencher o formulário deve ser levado em consideração e ser muito bem planejado, já que requer parte do tempo de trabalho dos colaboradores.

Então, não esqueça de definir o formato da pesquisa. Afinal, se as questões forem abertas, irá levar mais tempo para serem preenchidas. Já as perguntas de múltipla escolha, podem ser mais ágeis.

Entretanto, tudo vai depender da quantidade de perguntas que você decidir fazer, do assunto abordado e quais respostas você pretende obter durante a pesquisa.  

4.   Utilize as ferramentas corretas

O formato mais comum para fazer a pesquisa é por meio de formulários, sejam eles virtuais ou físicos. Porém, este é um detalhe que tem que ser muito bem pensado.

Já que dependendo do tamanho da empresa, o setor de gestão de pessoas pode levar muito tempo para analisar todos os dados.

Por isto, ter a ferramenta certa pode ser uma mão na roda. Cada empresa opta por um tipo de serviço, entretanto, as vezes é necessário contratar um tipo de software para apurar todas as respostas.

O mais importante é fazer um estudo sobre todas as opções disponíveis, mas que atenta todas as suas necessidades.

5.   Incentive a participação da equipe

E para que a pesquisa de clima aconteça, é necessário que os colaboradores participem, correto?

Como gestor, incentive e motive sua equipe a participar da pesquisa de uma forma que eles não sintam como se estivessem cumprindo uma obrigação.

Faça que os funcionários entendam a importância deste processo. Isto pode ser uma boa estratégia para conquistar a participação de todos.

Contudo, busque uma comunicação clara e objetiva, mostre que a opinião de todos é válida e que merece ser ouvida.

Afinal, a pesquisa de clima visa implementar melhorias no ambiente de trabalho. Então, reforce que o questionário é anônimo e, assim, a equipe poderá expor seus sentimentos com mais liberdade.

Conclusão

Enfim, como deu para perceber ao longo deste artigo, o foco de realizar a pesquisa organizacional é para elevar a produtividade, aumentar a aproximação entre a empresa e os colaboradores.

Além de fortalecer a imagem da empresa, ter transparência das informações e diminuir a rotatividade.

Por fim, é válido ressaltar que a pesquisa de clima analisa todo o cenário da organização, ajudando a redirecionar em como as empresas estão se posicionando e atuando.

E para te ajudar a liderar com sucesso uma equipe de alta performance, recomendamos nosso e-book gratuito sobre Gestão de Performance no mundo digital. Baixe agora!

Gostou desse artigo? Compartilhe.