como_fazer_benchmarking

19 de março de 2021

Benchmarking: o que é, sua importância e como fazer na sua empresa

Benchmarking significa “referência”, e nada mais é do que uma análise estratégica feita para entender melhor sobre os concorrentes do mesmo setor. E, a partir de pesquisas é feito uma comparação sobre os produtos, serviços e práticas utilizadas nas empresas.

Esta ferramenta é fundamental para a gestão empresarial e traz diversos benefícios, como: auxilio na identificação de pontos de melhoria, redução de custos, elevação da produtividade e a otimização dos resultados.

Enfim, saiba durante este artigo a definição de benchmarking, seus tipos, sua importância dentro das empresas e como fazer uma boa análise de referência dos seus concorrentes!

O que é benchmarking

Benchmarking, vem do inglês “benchmark”, e sua definição pode ser traduzida como “ponto de referência” ou também como “avaliação comparativa”. E este é um processo contínuo de pesquisa de mercado e avalia o desempenho das empresas do mesmo setor, comparando os serviços, processos e produtos.

Além de realizar pesquisas, é necessário também monitorar e mensurar as informações coletadas. Pois estes dados ajudam na gestão estratégica e podem ser aplicados em diversas áreas do seu negócio.

Quais são os tipos de benchmarking

Existem diversos tipos diferentes de benchmarkings que podem ser aplicados na empresa e, cada um, pode ajudar de uma forma diferente. Confira só quais são os tipos mais utilizados:

Colaborativo

É quando duas empresas do mesmo segmento trocam experiências por meio de uma parceria. Neste caso, as empresas unem seus pontos fortes para trocar estratégias e cases para que possam crescer juntas.

Competitivo

Aqui o objetivo é ter o concorrente como parâmetro, usando-o como referência para comparar resultados. Este estudo avalia os serviços oferecidos, como são executados, a satisfação dos clientes, o faturamento, entre outros.

Funcional

Neste tipo, não é necessário que as organizações sejam do mesmo setor para se ter uma pesquisa. É utilizado a mesma técnica de aplicação de benchmarking para qualquer tipo de negócio.

Exemplo disso é quando o setor de RH quer entender como as outras empresas fazem o planejamento estratégico. Assim, é possível aprender o método e também a desenvolver uma nova forma de aplicar o conceito.

Genérico

Os processos precisam ser parecidos para que o benchmarking seja aplicável, mesmo quando as empresas não disputam o mesmo mercado diretamente ou são de diferentes segmentos.

Neste tipo, a comparação é feita para encontrar pontos de melhoria em seus produtos. Como empresas de e-commerce que fazem benchmarking para identificar os serviços, mesmo quando são de setores diferentes.

Interno

São usados os próprios processos internos durante a pesquisa para se ter um ponto de referência. Inclusive, é muito comum aplicar este procedimento quando a empresa abre uma nova unidade.

Gestores podem aplicar uma pesquisa entre as equipes para entender melhor sobre as atitudes e métodos que mais deram certo e trouxeram resultados.

A importância do benchmarking

Fazer comparações é involuntário, acontece naturalmente. Mas, no benchmarking é importante por ajudar as empresas a crescerem e se desenvolverem. Além de ajudar a entender seu posicionamento em relação aos demais.

Um outro fator de importância é pelo fato de o benchmarking impulsionar a solução de problemas e na otimização de processos. Afinal, é uma das melhores formas para elevar as estratégias de gestão, já que se baseia em dados e pesquisas.

Alguns outros benefícios que o benchmarking pode trazer para a empresa são:

  • Auxiliar na identificação das áreas que precisam de melhorias internas;
  • Identificar as práticas e técnicas que os concorrentes utilizam para ter sucesso e o que levaram eles a terem domínio em determinado assunto;
  • Saber quais são as novas tendências usadas no mercado;
  • Ter novas referências das organizações do mesmo setor;
  • Criar e colocar em prática novas estratégias e ter uma gestão de qualidade;
  • Entender melhor sobre si e seus conhecimentos;
  • Conseguir motivar a equipe para alcançar todos os objetivos estratégicos;
  • Conseguir ter uma gestão de custos mais assertiva.
benchmarking_beneficios

Entretanto, é crucial fazer uma análise e filtrar o que pode ser para a sua empresa especificamente. Não é porque funcionou para o outro que vai funcionar para você também.

Desta forma, é possível garantir melhores resultados tanto no curto quanto no longo prazo. Além de não perder as características que fazem seu negócio ser o que é, incluindo sua identidade organizacional: missão, visão e valores.

Como fazer um bom benchmarking

Para fazer um bom benchmarking é necessário realizar um passo a passo para que o processo de implantação ocorra como o esperado. Veja só:

1. Estude a própria empresa e defina o que precisa ser melhorado

Primeiramente, é necessário ter o contexto geral da sua empresa, entender seus pontos fortes e fracos para então definir os processos que serão melhorados.

Você pode também selecionar alguns concorrentes para monitorar e, assim, garantir vários insights.

2. Faça uma pesquisa com seus clientes

Uma das melhores formas de saber o que precisa ser aprimorado é perguntar para quem usa aquele produto ou serviço. Por isto, pergunte seus clientes o que eles consideram que precisa ser mudado. Pesquisas de NPS são um ótimo recurso.

3. Defina o tipo de benchmarking que será usado

Será utilizado um ou mais tipos de benchmarking para realizar as pesquisas? É necessário entender quais necessidades devem ser supridas e o que realmente precisa ser melhorado.

4. Estabeleça os indicadores para a análise

Sejam eles qualitativos ou quantitativos, é fundamental ter indicadores para comparar os aspectos específicos de todas as empresas que você julgar ser relevante. Você pode criar uma tabela para te ajudar nesta análise do negócio.

5. Obtenha dados para análise

Uma boa análise de dados trará as respostas necessárias para entender os pontos críticos. E, para isto, existem ferramentas pagas e gratuitas para usar durante a pesquisa. O importante é saber que todos eles são baseados em fatos reais.

6. Analise os resultados

Após coletar todos os dados, vem a etapa de análise dos resultados. Então cheque o ponto de referência, faça comparações, entenda a relação entre a sua empresa e a de seus concorrentes e o que pode ser relevante para a sua área.

E por último, crie relatórios com as oportunidades de mercado encontradas e mantenha uma frequência para o acompanhamento dos resultados. Afinal, é um processo constante de observação e análise.

Enfim, esperamos que você tenha entendido sobre a importância de se realizar um bom benchmarking e que agora saiba como faz para colocar em prática esta técnica na sua empresa.

Em conclusão, queremos de te recomendar um material gratuito para que você transforme o planejamento estratégico da sua empresa em um plano de ação infalível! Por isto, baixe agora nossa planilha de Plano de Ação!

Gostou desse artigo? Compartilhe.