feedback_continuo

12 de fevereiro de 2021

Feedback Contínuo: o que é, a importância, quando adotar e como aplicar

O Feedback Contínuo é uma das ferramentas mais importantes dentro das empresas. Esta prática auxilia no alinhamento das expectativas, na motivação, no desenvolvimento e também na boa comunicação sobre o desempenho das equipes. ­

Dentro da Gestão de Talentos, o Feedback Contínuo acontece com maior frequência e são mais consistentes. Além de concentrar em problemas que acontecem no dia a dia e ajuda a orientar os profissionais em seus cargos com mais clareza.

Enfim, saiba neste artigo tudo sobre o que é este tipo de feedback, suas características, a importância, quando adotar, como aplicar e muito mais. Boa leitura!

O que é o feedback contínuo

O significado de feedback continuo é literalmente a prática de dar retorno a uma pessoa da equipe, de forma constante e periódica, com a intenção de melhorar seu desempenho na sua função e elevar sua produtividade.

O feedback acontece por meio da avaliação de desempenho e de resultados, e seu surgimento veio da prática de avaliação do maquinário das empresas no passado, em 1900. Mas desde então, evoluiu muito, e hoje, o feedback contínuo é uma das práticas mais relevante para as empresas.

Afinal, melhora o clima organizacional, gera um ambiente de conversa saudável entre líderes e liderados, ajuda na solução de problemas na medida que eles surgem, minimiza o sentimento de insegurança, orienta o time sobre algo que precisa ser ajustado ou até mesmo para elogios.

Além disto tudo, este processo pode deixar a gestão mais dinâmica, eficaz e ter uma aproximação dos acontecimentos do ambiente interno. Mas fique atento a sua frequência, que acontece a cada duas semanas.

As características do Feedback Contínuo

O Feedback contínuo consiste em realizar avaliações frequentes como parte da rotina do trabalho, dispensando a formalidade excessiva e a tensão pré-feedback comum no relacionamento líder e colaborador.

Em soma, possui objetivos claros e específicos. Pois, quando os objetivos são tratados frequentemente, tornam-se mais fluídos, bem definidos e, se precisar, redefinidos. Tudo isso de forma mais constante, conforme a natureza ou necessidade do negócio.

Outro atributo desta nova modalidade de feedback é por proporcionar maior foco nas metas como time do que em metas individuais, mas sem que se percam as individualidades de cada integrante da equipe.

Por exemplo, ao longo do período, podemos avaliar a linha do tempo dos feedbacks e ter uma real ideia da evolução do colaborador em determinadas competências ou comportamentos e também de sua capacidade de evoluir.

Como o feedback é dado na hora, torna-se ainda mais preciso, uma vez que são eliminadas as possibilidades de lapsos de memória ocorridos pela distância temporal da avaliação anual e o fato ocorrido.

A importância do feedback contínuo

O feedback é importante por muitos motivos, um deles é por instaurar a política de avaliações anuais e, assim, garantir que todos recebam um retorno sobre seu trabalho.

Mas, com o passar do tempo, foi necessário ter uma abordagem em tempo real, além de aumentar a frequência também. Neste contexto, o feedback contínuo se tornou uma técnica mais regular.

Principalmente por ajudar no processo dos resultados, o feedback pode motivar os colaboradores e levar suas conquistas em consideração. Mas sua importância não para por aí!

Ele também proporciona o acompanhamento eficaz do trabalho de cada funcionário, uma boa convivência em equipe, o crescimento saudável da empresa e o atingimento das metas planejadas individuais e compartilhadas.

Além de tudo isso, ainda resulta na diminuição da taxa de rotatividade e conflitos no ambiente organizacional. Já que, todos os possíveis problemas são resolvidos no curto prazo de tempo.

Quando adotar o feedback contínuo?

Cada negócio deve ser avaliado de forma individual antes da aplicação do feedback de forma contínua. É importante avaliar a cultura, estágios e modelo do negócio para que a ferramenta não cause efeito contrário ao que foi esperado.

Como fator colaborativo à decisão por este modelo, cabe lembrar o grande estímulo pelas lideranças ao feedback aberto, o que nem sempre acontece, sendo que facilitaria a convivência entre líder e liderado.

Deixar claro para toda organização os motivos pelos quais faz-se necessária a implantação desta cultura na empresa tornará o processo muito mais simples, sendo visto como um benefício geral.

Mas os modos tradicionais não precisam ser totalmente abandonados, uma vez que o processo de feedback contínuo pode rodar em paralelo com a avaliação tradicional, subsidiando esta por meio dos dados coletados.

O feedback contínuo não é apenas inovador de modo tecnológico, mas também inova por garantir a extração de significados importantes e práticos em cada evento ocorrido. Uma vez que a situação é pontuada em tempo real, garantindo fidelidade e assertividade no feedback anual ou semestral.

Feedback tradicional x feedback contínuo

O feedback tradicional acontece assim nas empresas:

O colaborador se autoavalia → O líder avalia o colaborador → Eventualmente, líder e liderado fazem o consenso das notas → O comitê geral da empresa realizam um pré feedback → O líder faz o feedback com o liderado indicando planos de desenvolvimento (PDI) (em alguns processos ocorre aqui, em outros ocorre após o comitê)

Desta forma, a avaliação inicial fez, de fato, algum efeito no resultado final do feedback? Não na prática.

Já o Feedback Contínuo é ideal para a geração de resultados. Inclusive, também pode ser chamado de avaliação de desempenho ou de avaliação de performance. E o feedback é voltado para resultados e permite a análise das competências de forma individual.

Assim, mensurar o alinhamento entre o comportamento existente e aquele previamente estabelecido como cultura da empresa torna-se uma tarefa mais amena. Nessa mesma avaliação, o potencial do funcionário também é evidenciado, sendo feito de maneira discricionária.

Após a coleta de dados, de forma clara e transparente, cabe ao gestor realizar o feedback com seu colaborador. Do qual é totalmente embasado em fatos e dados, sem que sejam consideradas subjetividades que possam colocar em risco a assertividade e seriedade do retorno recebido pela liderança.

Como aplicar o feedback contínuo nas empresas

Por ser constante, o feedback é uma ferramenta muito poderosa dentro das empresas. Mas para que seja uma ferramenta aplicada com maior naturalidade, é necessário seguir alguns passos.

Desta forma, os colaboradores se sentem mais à vontade para receber retornos e avaliações sobre sua performance. Confira só algumas dicas para o implementar:

Treinamento e Desenvolvimento

Investir em treinamento e desenvolvimento é uma das melhores soluções para uma companhia que está investindo agora na cultura do feedback. Com isto, os colaboradores podem entender melhor sobre esta prática e o motivo para sua aplicação.

Além disto, unindo estas duas estratégias, é possível identificar a evolução e o potencial daquele profissional. Podendo também aprimorar as competências em seu cargo.

Crie metas e objetivos para o time

Ter metas é fundamental para conseguir mensurar a performance e o desenvolvimento do seu time, além de complementar o processo de feedback contínuo nas empresas.

Isto acontece pelo fato de que fica muito mais fácil dar um retorno sobre algo quando você sabe exatamente aonde chegar e quais objetivos deseja atingir. E, para os feedbacks não se tornarem vagos e vazios, é crucial ter metas pré-estabelecidas para todos.

Desta forma, facilita também dar feedbacks positivos e negativos para os profissionais, já que tudo isto se torna parte da rotina.

Tenha transparência e sinceridade

O feedback deve ser praticado de forma sincera, honesta e com transparência. Se não, toda a sua estratégia pode dar errado, além de perder credibilidade com os colaboradores. Então, deixe claro as atitudes individuais, sejam elas boas ou ruins.

Mas saiba também como passar a mensagem correta para cada profissional, para não os desmotivar ou trazer uma carga negativas para o clima organizacional. Mostre o quanto é normal receber feedbacks negativos também e que eles são construtivos.

Conclusão

Enfim, esperamos que você tenha entendido todo o conceito de feedback contínuo, suas características, a diferença para o feedback tradicional, sua importância e também como aplicar nas empresas.

Afinal, esta ferramenta pode se tornar uma grande aliada em seus processos e ter maior visualização das necessidades de melhoria dos resultados as suas equipes durante o ano inteiro.

Mas para tornar sua estratégia de gestão de talentos ainda mais completa, gostaríamos de te recomendar nosso e-book gratuito sobre Como avaliar as competências do seu time?.

Esperamos que com este material você consiga colocar em prática suas técnicas para implementar avaliações de sucesso!

Gostou desse artigo? Compartilhe.