Como fazer uma pesquisa de engajamento em 7 passos

Avatar photo Rebeca Rohr | 28 de janeiro de 2022

A pesquisa de engajamento é uma ferramenta utilizada para medir o nível de participação ativa dos colaboradores com a empresa. Além disso, ajuda a mensurar a saúde emocional e psicológica, já que as pessoas tendem a produzir mais quando se sentem felizes e satisfeitas.

pesquisa_de_engajamento

As pesquisas de engajamento tem sido adotada cada vez mais nas organizações nos últimos anos. Isso se deve porque mensurar o engajamento é uma tarefa importante para manter a alta performance.

O resultado da pesquisa de engajamento tem ligação direta com o nível de comprometimento dos colaboradores com a empresa. Por isso, fazer as perguntas certas durante o questionário é essencial.

Saiba neste artigo o que é pesquisa de engajamento, sua importância dentro do universo de gestão de pessoas e como elaborar perguntas assertivas para aplicar na sua empresa!

O que é pesquisa de engajamento?

A pesquisa de engajamento é uma forma de revisar e verificara saúde interna da empresa, mensurando a satisfação dos colaboradores com a empresa. Ou seja, é uma forma de medir o envolvimento e comprometimento das pessoas.

O questionário é feito com poucas perguntas, de forma clara e objetiva para metrificar o que for necessário. É uma verificação mais focada para se extrair dados valiosos para possíveis tomadas de decisão.

E com as respostas se faz o mapeamento do cenário atual e se analisa os pontos fortes da empresa, as alterações que precisarão de maior atenção e outros pontos de melhoria para continuar incentivando os colaboradores.

Além disso, com os resultados da pesquisa de engajamento o setor de gestão de pessoas e a liderança tomam decisões baseadas em dados e conseguem criar um plano de ação mais efetivo para elevar a satisfação e motivação dos funcionários.

A pesquisa pode ser aplicada em uma frequência menor para se conseguir acompanhar o engajamento dos colaboradores e as mudanças internas ocorridas com o passar do tempo.

Qual o objetivo da pesquisa de engajamento?

A pesquisa de engajamento é uma ferramenta que ajuda a área de Gente e Gestão e líderes no monitoramento do engajamento de funcionários. Logo, o objetivo é medir a satisfação, comprometimento e a felicidade das pessoas na empresa.

Ao fazer essa avaliação se descobre os motivos da organização ter baixo engajamento e identificar as causas de possíveis turnover, absenteísmo e desempenho também. Logo, auxiliam na redução da taxa de rotatividade, a elevar o engajamento e na alta performance.

Quando aplicada regularmente, a pesquisa se torna um indicador essencial no acompanhamento da ligação afetiva dos colaboradores com a organização. Isso se deve porque uma pessoa engajada tende a entregar os melhores resultados e a serem embaixadores da marca.

Qual a importância da pesquisa de engajamento?

A pesquisa de engajamento é muito importante para a gestão de pessoas. O motivo disso é porque cada pessoa é diferente, então o que motiva um profissional, não engaja o outro.

Por meio dos dados, benchmarks e relatórios, a pesquisa ajuda a:

  • Entender os pontos de fortes da empresa;
  • Descobrir os pontos de melhoria;
  • Dar voz e oportunidade de fala aos colaboradores;
  • Conquistar a confiança do time;
  • Comparar diferentes grupos e perfis dos profissionais;
  • Promover ações relevantes e decisões internas mais inteligentes;
  • Gerenciar mudanças com mais agilidade;
  • Ter uma cultura organizacional mais competitiva;
  • Melhorar a produtividade e motivação da equipe;
  • Entender melhor o humor e a felicidade de cada um.

Ou seja, a pesquisa é um diferencial, já que possibilita o reconhecimento dos padrões e tendências de cada colaborador. Contudo, é preciso ter uma comunicação transparente para conseguir manter a satisfação no trabalho.

A diferença entre a pesquisa de engajamento e clima organizacional

As duas são pesquisas internas feitas dentro da empresa, mas existem algumas diferença entre elas.

A pesquisa de clima organizacional mensura a percepção geral dos colaboradores em relação ao ambiente interno. E a satisfação das pessoas é mapeada de acordo com os processos que sejam relevante para elas.

Já a pesquisa de engajamento mede o vínculo entre as pessoas e empresa. Quando os colaboradores estão engajados são menos críticos aos erros da organização, se tornam mais propensos a contribuir e a entregar os melhores resultados.

Exemplos de perguntas para pesquisa de engajamento

O ideal é que a pesquisa seja sucinta e não passe de dez perguntas no formulário. Saiba agora alguns exemplos de pergunta que podem ser feitos na sua empresa!

  • Sente que existe o sentimento de pertencimento e de trabalho em equipe na empresa?
  • Considera justo o processo de avaliação de desempenho?
  • Recebe feedback contínuo do seu gestor e/ou dos seus colegas de equipe?
  • Acredita haver possibilidades de crescimento na sua carreira aqui na empresa?
  • A empresa incentiva um equilíbrio entre sua vida pessoal e profissional?
  • A quantidade de trabalho e as tarefas que você tem tido são justas e razoáveis?
  • As políticas da empresa de reconhecimento e recompensa são satisfatórias?
  • A liderança trata todos os colaboradores com igualdade?

Como fazer uma boa pesquisa em 7 passos

Antes de tudo, é importante entender que os processos para fazer uma boa pesquisa exige um trabalho em conjunto, incluindo os profissionais de RH, os líderes e colaboradores também.

As pesquisas pode ser feitas por meio de softwares ou de plataformas para facilitar a aplicação, ter agilidade de resposta e na coleta de dados. Entenda agora como aplicar na prática:

1.   Estabeleça um objetivo

No primeiro passo é feito uma análise para decidir o objetivo da pesquisa. Em outras palavras, a finalidade da mensuração precisa estar alinhada e muito clara antes de começar a pensar nas perguntas.

Uma pesquisa pode ter como objetivo compreender a satisfação dos funcionários de uma determinada área ou de toda a empresa, por exemplo.

Também pode ser usada para medir o engajamento da equipe em um projeto específico. Ou para entender a relação dos colaboradores com os canais internos de comunicação, entre outros motivos.

2.   Envolva as lideranças

Os gestores e líderes conhecem bem suas equipes, por isso, envolva-os durante a elaboração da pesquisa. Dessa forma, eles contribuirão na identificação dos indicadores que serão mensurados e na criação das perguntas certas.

Inclusive, é tarefa das lideranças informar sobre como será a pesquisa e que as respostas podem ser mantidas em sigilo. Assim, se tem maior probabilidade de receber respostas mais honestas e construtivas.

3.   Escolha as perguntas

Cada empresa é única e possui suas particularidades. Nesse sentido, as perguntas devem ser criadas de acordo com o que faz mais sentido para o seu negócio e com a sua realidade, podendo ser abertas ou fechadas.

Mas existem pontos importantes que precisam ser abordados, como: o grau de satisfação que os colaboradores têm com as lideranças, opiniões sobre o ambiente interno, o relacionamento com a equipe em geral, o que a pessoa gostaria de se desenvolver, os pontos positivos e negativos da empresa, enfim.

4.   Defina uma frequência

Como mencionamos, a pesquisa de engajamento é realizada de forma contínua. Mas é necessário definir previamente uma frequência para ser aplicada. Não existe uma regra certa sobre o tempo médio, podendo ser no intervalo parecido que a pesquisa de pulso.

Podem acontecer semanalmente, mensalmente, a cada semestre ou anualmente. É válido ressaltar que, o questionário contém entre 5 e 10 perguntas no máximo para não ser cansativa de responder.

Dessa maneira, o engajamento é acompanhado mais de perto, permitindo respostas que refletem a situação do profissional na organização. Além de manter uma estratégia atual com os dados coletados, podendo fazer ações corretivas e de melhoria constante.

5.   Informe os colaboradores

Após estruturar a pesquisa, é o momento de informar aos colaboradores sobre ela e a data limite para enviar as respostas. Essa comunicação precisa ser explicativa e acontecer antes do início da aplicação.

Ou seja, fale para as pessoas qual é o objetivo dessa pesquisa, mas também informe sobre a frequência dela e qual plataforma ou software será utilizado. Peça apoio ao time de marketing para ter uma comunicação estimulante para incentivar todos a responderem a pesquisa.

6.   Analise os resultados

Nessa etapa se analisa os resultados e avalia o feedback recebido dos colaboradores. Se já tiver aplicado uma pesquisa, faça a comparação dos dados. Caso puder, também pode ser fazer uma comparação com o mercado.

Depois disso, é possível identificar todos os pontos fortes e os de melhoria, além de entender os motivos de ter um baixo ou alto engajamento na empresa.

7.   Crie um plano de ação

O último passo é criar um plano de ação para implementar melhorias na organização. Utilize os comentários e sugestões dos colaboradores deixados na pesquisa.

Conclusão

Enfim, como deu para perceber ao longo deste artigo, a pesquisa de engajamento é uma ferramenta muito útil para mensurar e acompanhar o engajamento dos colaboradores no trabalho.

Por isso, a sua utilização deve ser feita com frequência e, se puder, de forma anônima para que tenha as respostas mais honestas. Ao elaborar esse processo, escolha bem as perguntas e lembre de incluir a liderança.

E para te ajudar a elevar seus conhecimentos sobre engajamento, baixe agora nosso e-book gratuito sobre esse assunto!

Artigos relacionados

Faça parte da nossa comunidade e receba conteúdos valiosos no seu e-mail.

     

    Solicite agora uma demonstração.

    Preencha os campos ao lado para agendar uma demonstração da nossa plataforma.