RH Ágil: conheça tudo sobre essa metodologia de gestão de pessoas

Avatar photo Rebeca Rohr | 24 de fevereiro de 2022

RH Ágil é considerado uma nova abordagem da área de gestão de pessoas com base nas metodologias ágeis. A intenção é tornar a área mais estratégica e menos operacional.

RH_agil

Essa nova abordagem da área de Recursos Humanos foi baseada no Manifesto Ágil, de 2001. E alguns de seus pilares são: transparência, ambição, adaptabilidade, inspiração e engajamento.

As metodologias ágeis são muito conhecidas dentro da engenharia de software e gestão de projetos. Mas esse conceito deixou de ser apenas das áreas de tecnologia e tem crescido em vários outros departamentos da empresa nos últimos anos.

Saiba então nesse post blog sobre o que é RH ágil, os benefícios de aplicar essa abordagem na empresa, a diferença para o RH tradicional e como implantar de forma eficiente. Boa leitura!


O que é RH Ágil

O RH Ágil é uma forma de classificar o setor de Recursos Humanos que busca desenvolver uma cultura organizacional forte, que se adapta facilmente as mudanças do mercado, que ajuda na construção e acompanhamento do engajamento, desempenho e desenvolvimento dos colaboradores.

A mentalidade de RH Ágil veio do manifesto ágil, livro de 2001. E, fala sobre os princípios que fundamentam o desenvolvimento de agilidade para realizar tarefas e solucionar problemas.

Com o passar dos anos, a linha de pensamento sobre a metodologia ágil se espalhou. Com isso, surgiu o manifesto ágil do RH, ou também conhecido por Agile RH Development.

Foi com a ajuda dessa metodologia que a gestão de pessoas se tornou mais estratégica, sendo feita com rapidez, qualidade, flexibilidade e por um custo muito menor.

Os pilares do manifesto do RH Ágil

A mentalidade do RH Ágil deixa os processos mais fluidos. E ela é sustentada pelos pilares abaixo:

  • Redes colaborativas ao invés de hierarquia;
  • Transparência em oposição ao sigilo;
  • Adaptabilidade se sobrepõe a prescrição;
  • Inspiração e engajamento mais do que gestão e retenção;
  • Motivação intrínseca vale mais do que as recompensas extrínsecas;
  • Ambição ao contrário da obrigação.

Ao fazer uma análise sobre todos esses fatores do RH ágil, é possível perceber que a gestão de pessoas se torna mais inovadora, sustentável e contínua, sendo princípios essenciais para a sobrevivência e crescimento das empresas.

Afinal, com um RH mais ágil, a área fica menos operacional, sem tantas tarefas manuais e exaustivas. Ou seja, se torna um RH estratégico, podendo então focar mais na parte humana.


A diferença entre o RH Ágil e o Tradicional

Para não restar mais dúvidas sobre esses dois RH, veja agora a diferença entre cada um deles:

RH Tradicional

No RH Tradicional, os processos de recrutamento só começam quando a vaga já está aberta. O treinamento e desenvolvimento é pontual e desenvolve os colaboradores até o nível de performance desejado, não aproveitando seu potencial.

Há um plano de cargos e carreira fixo, o que dificulta um colaborador mudar de área ou até mesmo trazer inovações para o setor. E a gestão de talentos é feita apenas para atrair e avaliar os talentos.

RH Ágil

Já no RH Ágil, existe toda uma estratégia por trás dos processos, um exemplo disso é o uso do Employer Branding para uma atração e recrutamento contínua de talentos.

Além disso, foca em criar um ambiente acolhedor e de aprendizado constante, da qual o colaborador pode se desenvolver sem qualquer área que seja do seu interesse.

Inclusive, as equipes são incentivadas a trazer soluções diferente para as tarefas do cotidiano, podendo atuar em várias frentes nos projetos e também para sua própria projeção de carreira.

Porque o RH Ágil é importante

O RH Ágil auxilia na criação de planos de treinamento e desenvolvimentos muito mais efetivos e satisfatórios. Afinal, permite aproveitar melhor o potencial de cada colaborador.

Um outro ponto dessa abordagem ser importante é por proporcionar uma visão mais analítica da área de RH, podendo analisar as entregas e ter dados para uma tomada de decisão mais assertiva e estratégica.

O setor também ganha mais precisão, otimização e qualidade por incluir a metodologia ágil. E uma consequência disso, é o uso de tecnologia no RH. Dessa forma, se promove o crescimento, o engajamento e ações de Employee Experience para mostrar o valor das pessoas na empresa.


Como aplicar o RH Ágil na sua empresa

Para começar a aplicar o RH ágil de forma prática, é necessário ter um planejamento bem embasado, precisando de alguns pontos específicos que darão direcionamento as estratégias que serão feitas na empresa. Confira só:

Planejamento

Na etapa de planejamento é feito uma análise sobre a realidade do time, dos processos e das ferramentas que são utilizadas. Assim, é possível ter uma visão mais ampla sobre os pontos fortes e os de melhorias do setor de RH.

Nesse sentido, se faz pesquisas internas, como a pesquisa de clima organizacional. Com esses dados coletados, se define as necessidade de treinamentos e desenvolvimento do time.

Metas

Estabelecer metas é importante em qualquer estratégia. Logo, ela não estaria de fora do RH Ágil. Defina metas SMART que direcionem a empresa para os objetivos que desejam atingir.

É válido ressaltar que, o uso de indicadores de desempenho também são necessários. Pois, com eles, os colaboradores irão entender sobre seu alcance de metas e sobre o cumprimento das tarefas relacionadas a elas.


Processos

Como a mentalidade do RH ágil é um processo de longo prazo, é importante que seja feito uma tarefa específica de cada vez. Como, começar pela parte do recrutamento e onboarding de novos colaboradores.

E, aos poucos, ir adotando outras ações e adicionando novos processos de RH Ágil em outras áreas, como ter avaliações de desempenho e outras estratégias para entender os efeitos que terá na empresa.


Responsabilidades

Todos da organização precisam participar da implementação dessa abordagem. E as responsabilidades devem ser divididas entre os gestores das áreas, os colaboradores e o RH.

Existem algumas ferramentas que podem ajudar na delegação e acompanhamento das responsabilidades e demandas. O importante é ter uma forma de que todos consigam visualizar suas tarefas, prazos e quem são os responsáveis.

Treinamento

A mentalidade ágil precisa se tornar uma cultura interna. É essencial que ao implantá-la, ela seja mantida e direcionada de forma constante. E um programa de treinamento e aprendizado contínuo faz parte disso.

Alguns exemplos disso são a gamificação e atividades que incluem design thinking. Dessa forma, os colaboradores vão aprender de forma inovadora e continuar com altos índices de engajamento.

Liderança

É preciso ter o apoio da liderança para que tudo ocorra como o esperado e o RH possa colher os frutos desejados, de forma duradoura. Para manter a motivação, pode ser realizado reuniões para mostrar os resultados positivos que as práticas ágeis têm causado.

Enfim, como deu para perceber ao longo desse artigo, o RH Ágil é uma nova tendência utilizada dentro do setor de gestão de pessoas. Apesar disso, essa mentalidade veio para ficar. Afinal, seus benefícios para as empresas e para o capital humano são muito grandes.

E, para te ajudar a saber se o RH da sua empresa ainda está no tradicional ou está em outro nível de maturidade, faça nosso diagnóstico gratuito agora: HR Performance Score: o diagnóstico de maturidade da sua gestão!

Artigos relacionados

Faça parte da nossa comunidade e receba conteúdos valiosos no seu e-mail.

     

    Solicite agora uma demonstração.

    Preencha os campos ao lado para agendar uma demonstração da nossa plataforma.